Messi se consagra e conquista o tricampeonato mundial com a Argentina

Mbappé se firma como craque francês, Brasil e Portugal decepcionam

0
79
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF_Divulgação / Twitter Portugal
- Publicidade -
Chegou ao fim. Uma carreira brilhante, de glórias, conquistas e recordes. Messi leva a Argentina ao topo do futebol mundial com o único título que faltava na trajetória do craque argentino. Aos 35 anos, os 120 minutos (mais disputas de pênaltis) marcaram a última dança do camisa dez em mundiais.
O título da Copa do Mundo garantiu que o jogador entrasse de vez no hall dos maiores da história. A discussão passava por Pelé e Maradona, mas, sem dúvidas, a conquista do Mundial do Catar mudou o patamar do argentino, que foi coroado com o título e o prêmio de melhor jogador da competição.
Com o feito, Messi também quebrou alguns recordes. O avançado se tornou o jogador argentino que mais vestiu a camisa da “Albiceleste” em mundiais. Foram 26 partidas. O jogador também se tornou o maior artilheiro da Argentina no torneio, com 13 gols em cinco edições do Mundial – dois marcados na finalíssima contra a França. Para além disso, Messi alcançou a incrível marca de 42 títulos na carreira.São 1003 partidas disputadas,793 gols, e 340 assistências.
Mas o Mundial do Catar também marca a brilhante história de Mbappé. O jovem craque francês fez uma competição brilhante, e foi o artilheiro do torneio com 8 gols marcados. Aos 23 anos – que se tornarão 24 (anos) neste dia 20 de dezembro – o avançado francês disputou sua segunda final de Copa do Mundo e se tornou o segundo jogador a marcar um hat-trick (três gols) em uma final de Mundial. Para o craque francês, o que ficará são as marcas individuais. Mas para a França, a esperança de que a nossa geração, sob o comando de Mbappé, reedite finais de Mundial nos próximos anos. Outro grande destaque da competição foi o avançado Antoine Griezmann, que deslocou-se do último terço do campo para o meio e foi a principal referência técnica da equipe.
Caminhos iguais
Portugal e Brasil decepcionaram no torneio. Com gerações talentosas, Cristiano Ronaldo e Neymar, as seleções ocuparam o oitavo e sétimo lugar respectivamente. Foram nove pontos em cinco jogos, três vitórias e duas derrotas. Portugal deixou a competição nas quartas de final, ao ser derrotado por 1 a 0 pela surpresa da Copa, a seleção de Marrocos. Os portugueses fizeram 12 gols no Mundial.
O Brasil teve uma campanha parecida com os colonizadores. Entretanto, a seleção brasileira teve um empate contra a Croácia nas quartas de final, e nos pênaltis deixou a competição. Foram 10 pontos em cinco partidas. Três vitórias, um empate e uma derrota. O ataque brasileiro marcou oito gols no torneio.
Para além dos destaques dos finalistas e de Portugal e Brasil, Croácia e Marrocos disputaram o terceiro e quarto lugar. Modric, meio campo croata do Real Madrid (ESP), disputou sua última Copa do Mundo. Aos 37 anos, o craque levou a seleção para a segunda semifinal seguida do Mundial. A Croácia bateu o Marrocos por 1 a 0 e conquistou o terceiro lugar. Foram 10 pontos alcançados em sete jogos. A campanha teve duas vitórias, quatro empates e uma derrota. Oito gols foram marcados no torneio.
“Revelação”
Marrocos foi a grande sensação da competição. O país africano, majoritariamente islâmico, se tornou a primeira seleção do continente a chegar em uma semifinal. O quarto lugar é o maior feito esportivo da história do país. Marrocos conquistou 11 pontos em sete jogos. Foram três vitórias, dois empates e duas derrotas. Seis gols marcados, e o destaque da seleção foi o lateral Hakimi e o meio-campo Amrabat.
O Mundial do Catar chegou ao fim, e 2026 reserva uma nova oportunidade de se fazer história. A competição será disputada em três países: Estados Unidos, México e Canadá. Talvez sem Messi, sem Ronaldo e sem Neymar. Mas com novos craques como Mbappé e Vinicius Junior, além de novas gratas surpresas. Entretanto, pode-se esperar que o Marrocos inspire nações e sirva de exemplo. Um ciclo foi encerrado e outro se inicia, mas a paixão pelo Mundial seguirá. ■

Luiz Gontijo

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui