Quem escreve

Ígor Lopes é jornalista, escritor, social media entre Brasil e Portugal e CEO da Agência Incomparáveis

Ígor Pereira Lopes – o jornalista por trás de “Incomparáveis”

Ígor Lopes é jornalista, escritor e social media entre Brasil e Portugal. É CEO da Agência Incomparáveis, que “defende a comunidade luso-brasileira”. É Doutorando em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior; Mestre em Comunicação e Jornalismo pela Universidade de Coimbra; Especialista em Gestão de Redes Sociais e Comunidades para Jornalistas pela Universidade de Guadalajara, México; Licenciado em Comunicação Social, na vertente Jornalismo, no Rio de Janeiro, pela FACHA. Os seus cursos superiores estão reconhecidos e validados pela Universidade Nova de Lisboa e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Atua para agências de notícias e meios de comunicação onde há Diáspora portuguesa e comunidade luso-brasileira. É responsável pelo conteúdo do Gazeta Lusófona, da Suíça, e pela agência e-Global, de Lisboa. Trabalha na aproximação entre Brasil e Portugal em vários níveis. É correspondente do programa “Assim é Portugal”, da TV Max.

É diretor de Relações Internacionais da Câmara do Comércio da Região das Beiras e integra os órgãos sociais da Casa do Brasil – Terras de Cabral.

É autor dos livros-reportagem “Maria Alcina, a força infinita do Fado” (2016), “Casa do Distrito de Viseu: 50 anos de dedicação à cultura portuguesa no Rio de Janeiro” (2016), “Rancho Folclórico Maria da Fonte da Casa do Minho do Rio de Janeiro – A jornada do grupo português que valoriza a cultura minhota no Brasil desde 1954” (2019) e “Açores em Cores – Belezas, Contornos e Potencialidades”.

Recebeu das mãos do presidente da Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística, Dom Galdino Cocchiaro, no dia 15 de outubro, a “Comenda da Ordem Nacional do Mérito do Empreendedor Visconde de Mauá”, título oficializado como “Honraria Oficial do Município de Mauá” e pelo Governo da República do Brasil, através do Ministério da Educação e Cultura, com o apoio da Secretaria de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania do Governo de São Paulo. Nesta mesma oportunidade, o escritor foi ainda empossado como “Chanceler”, com atuação internacional, “tendo como objetivo central atuar na aproximação entre Brasil e Portugal”.

É membro da Academia de Letras de Teófilo Otoni (ALTO), da Eco Academia de Letras, Ciências e Artes de Terezópolis de Goiás (E-ALCAT), da Academia de Letras e Artes de Paranapuã (ALAP), da Academia Luso-Brasileira de Letras (ALBL) e da Academia de Letras e Artes da Guiné-Bissau (ALAB). Foi condecorado no Brasil e em Portugal com medalhas, diplomas e comendas por diversas instituições.

É natural do Rio de Janeiro, nascido em agosto de 1980.

Já atuou pelas seguintes empresas:

Active 4 Consulting, Portugal; Portuguese News Network (PNN), Lisboa; Mundo Lusíada, São Paulo; Infoglobo; Jornal Global, Diário de Viseu, O Crime, Notícias de Vila Real, Lamego Hoje, além de exercer funções de produtor e assessor de imprensa na área cultural e no turismo rural.

Fez a cobertura jornalística do festival Rock in Rio Lisboa em 2004, 2006 e 2008 para Mídias Digitais e veículos como jornal O Povo, de Fortaleza, e rádio Vacaciones, do Chile;

É autor da Grande Reportagem “Alcino Correia: o homem do coração em desalinho” para o Mundo Lusíada e site da Câmara Municipal de Armamar, Portugal; escreveu a Grande Reportagem “Jovens de Moimenta da Beira recebem prêmio do Parlamento Europeu”, com apuração realizada no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, cuja matéria foi publicada no Diário de Viseu e Mundo Lusíada; foi responsável pela Reportagem Especial “Lisboa no Top mais europeu”, publicada na edição 51 da revista VIZOO, Brasil.

No início da carreira, fez estágio na rádio Cristal FM, Mesquita, e na rádio Grande Rio, Itaguaí, em ambas como repórter esportivo. ■