Estudo comprova que aplicação do método de Neuroestimulação é “eficaz” para a redução de sintomas da Fibromialgia

“tratamento inovador”

0
641
Prof. Dr. Jose Luis Arranz Gil, especialista em Fibromilagia
- Publicidade -

Uma tese de doutoramento desenvolvida pelo neurologista madrileno, José Maria Gomez Arguelles, defendida na Escola Superior de Engenharia de Telecomunicações da Universidade Politécnica de Madrid, em Espanha, com o tema “Modulação da Atividade Oscilatória do Cérebro após Estimulação Magnética Transcraniana de Baixa Intensidade em doentes com fibromialgia”, comprovou que a aplicação do método de Magnetoencefalografia é eficaz para a redução de sintomas da Fibromialgia.

José Luis Arranz Gil, professor de Medicina Geral na Universidade da Beira Interior, doutor em Medicina e Cirurgia e diretor da Unidade de Fibromialgia, Síndrome de Sensibilidade Central e Dor Crónica na Associação de Socorros Mútuos Mutualista Covilhanense, fez parte do leque vastíssimo de ilustres membros da comunidade científica que compunham “o tribunal” e congratulou-se com as “excelentes conclusões” apresentadas, enaltecendo os benefícios do “tratamento inovador” para as pessoas afetadas com a síndrome.

“Ficou evidenciado, mediante investigação com encefalografia magnética cerebral, que a técnica de Neuroestimulação Magnética Transcraniana de Baixo Campo, aplicada, agora, na Unidade de Fibromialgia da Associação de Socorros Mútuos Mutualista Covilhanense, é eficaz, tendo sido testada e aprovada cientificamente e objetivamente. Assim, gostaria de expressar as minhas mais sinceras felicitações ao professor dr. José Maria Gomez Arguelles e felicitar, também, todos os doentes que já foram tratados na nossa unidade de Fibromialgia da Mutualista Covilhanense”, salientou José Luis Arranz Gil.

Estudo “pertinente”

Este investigador, que dedica o seu trabalho ao estudo da Fibromialgia, partilhando o seu saber entre Portugal e Espanha, afirma que o estudo obteve o mesmo resultado das investigações e teses anteriores desenvolvidas por ele, comprovando que o tratamento efetuado “beneficiará as pessoas que convivem com a doença e possibilitará uma melhoria significativa da qualidade de vida nos pacientes”.

De acordo com este responsável, “a tese valida cientificamente o tratamento que contribui para a melhoria dos pacientes de forma significativa nas escalas aplicadas, assim como nos resultados obtidos na imagem da encefalografia magnética cerebral”.

“O mérito do Prof. Dr. Gomez Arguelles foi avançar e conseguir demonstrar, através de Magnetoencefalografia Cerebral, que, após a implementação da Neuroestimulação Magnética Transcraniana de Baixo Campo, ficou objetivamente comprovada uma modificação da modulação oscilatória do cérebro, fundamentalmente a nível do córtex pré-frontal dorsolateral cerebral esquerdo (em frequência relativa alfa), antes e depois da aplicação do tratamento. A comunidade científica, da qual tenho o orgulho de fazer parte, continua no caminho da investigação, e é esse o futuro, pois, avançamos, estamos a fazer progressos na clarificação da origem, mecanismos da doença e tratamento adequado”, finalizou o investigador e médico José Luis Arranz Gil, que realçou que “o tratamento utilizado na Mutualista Covilhanense foi testado e aprovado cientificamente e melhorará a qualidade de vida dos pacientes”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui