Princesa Isabel e a Lei Áurea recordados em evento no Rio de Janeiro

Local da homenagem foi o Santuário Cristo Redentor

0
76
Rio de Janeiro
- Publicidade -

No último dia 19 de maio, uma cerimónia no Rio de Janeiro, Brasil, recordou a assinatura da Lei Áurea pela Princesa Isabel, numa conversa sobre a época do Império, com algumas
curiosidades, umas delas a ligação da Princesa com o Cristo Redentor.

O evento teve a participação do Padre Jorge Luiz Neves, o sacerdote carioca mais conhecido como Padre Jorjão, e a apresentação do sexteto da Orquestra e Coro Nova Sinfonia, composta pelos melhores alunos formados nas Escolas de Música e Cidadania, projeto de educação musical de base da Agência do Bem no interior de comunidades do Rio de Janeiro. Durante a cerimónia, o monumento ao Cristo Redentor foi iluminado em amarelo, lembrando a Lei Áurea, assinada em 13 de maio de 1888.

Uma imagem ao verdadeiro “Redentor dos homens”. Este foi o pedido da filha do imperador
Dom Pedro II, diante da possibilidade de uma homenagem a ela no alto do Morro do
Corcovado, após a assinatura da Lei Áurea. Num mergulho na história brasileira, durante a
cerimónia foram relembrados os feitos da vida da alteza carioca e a sua importância na história do Cristo Redentor.

Dentre os pontos mais importantes, está a ideia de construção de um monumento a Jesus
Cristo. Diante da possibilidade de homenagem com uma estátua que a representaria como “A redentora”, Princesa Isabel não aceitou o pedido, destacando que deveria ser construída uma imagem ao Sagrado Coração de Jesus. O evento caracteriza-se por dar continuidade ao projeto “90 Anos de Luz, Fase 1”, patrocinado pela Enel Distribuição Rio via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, e iniciado no último dia 17 de março aos pés do Cristo Redentor, no lançamento do novo sistema luminotécnico do monumento, que garantiu maior definição das imagens projetadas no Cristo Redentor, além de permitir o uso de novas cores. A fase 1 vai até o mês de setembro de 2022.

Segundo apurámos, “a nova iluminação é mais sustentável e moderna e o projeto conta com uma agenda de iluminações culturais. Todas as informações estão no hotsite
90anosdeluz.com.br”.

A Enel Distribuição Rio, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 66 municípios do
estado do Rio de Janeiro, abrangendo 73% do território estadual, com cobertura de uma área de 32.188 km². A Região Metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé representam a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui