Casa do Minho do Rio de Janeiro e Câmara de Comércio da Região das Beiras assinam protocolo de cooperação

O objetivo é “estabelecer uma colaboração profícua entre a Casa do Minho do Rio de Janeiro e a Câmara do Comércio da Região das Beiras”

0
110
Assinatura decorreu em outubro de 2021
- Publicidade -

A Casa do Minho do Rio de Janeiro, no Brasil, assinou um protocolo de colaboração institucional com a Câmara de Comércio da Região das Beiras, em Portugal. O evento de assinatura deste documento decorreu no final do ano passado nas instalações desta entidade, no bairro do Cosme Velho, Zona Sul carioca.

O objetivo do protocolo é “estabelecer uma colaboração profícua entre a Casa do Minho do Rio de Janeiro e a Câmara do Comércio da Região das Beiras, de modo a potenciarem, por via de iniciativas e ações conjuntas, as relações económicas e o relacionamento empresarial e institucional entre as Regiões das Beiras de Portugal e brasileira”.

Segundo apurámos, estão previstas ações de sensibilização e de promoção de oportunidades de negócios e desenvolvimentos em ambos os países em geral e, em especial, da Região das Beiras; a organização de seminários, apresentações, conferências e o envio de informação classificada, a fim de poder transmitir o máximo de informação comerciais e de investimento com interesse para ambas as partes e organizar missões empresariais e Fóruns Económicos quer na Região das Beiras quer em Regiões Administrativas do Brasil”.

Para Agostinho dos Santos, presidente da Casa do Minho do Rio, “a assinatura deste protocolo representa uma grande oportunidade de aproximar ainda mais Brasil e Portugal do ponto de vista empresarial, cultural e comercial, através de ações que possibilitem reforçar o trabalho destas instituições”.

Por sua vez, Ana Correia, presidente da Câmara de Comércio da Região das Beiras, defendeu que este protocolo é um elo importante entre Brasil e Portugal, com a possibilidade de se criarem “enormes sinergias entre as empresas das Beiras e do Rio de Janeiro, com fortes possibilidades de investimentos em ambos os países e, também, atuar em sessões de informação e atração de mão de obra especializada”.

A Casa do Minho do Rio de Janeiro é considerada “uma casa genuinamente portuguesa, pronta para receber a todos de braços abertos”. Esta entidade de raiz portuguesa foi criada com a missão de divulgar a tradição minhota e a gastronomia portuguesa. Nas atividades desenvolvidas pela Casa, são valorizados os mais diversos aspetos dos povos da tão tradicional Região do Minho: a sua cultura, a sua língua, religião, costumes, etc.

A sede desta respeitada entidade está localizada num dos bairros “mais agradáveis da zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, o Cosme Velho, que tem o privilégio de receber a estação de comboio que leva moradores e turistas ao Morro do Corcovado, onde o Cristo Redentor também recebe a todos de braços abertos”.

A Casa ocupa um terreno bastante valorizado, que “permite oferecer amplo estacionamento, logo na entrada, e preservar, ao fundo, uma grande e bela área arborizada”. Fundada em 8 de março de 1924, é uma sociedade civil autónoma, de direito privado e sem fins lucrativos. Tem centenas de associados e promove a famosa “Quinta de Santoinho” no Brasil. Conta com quatro ranchos folclóricos. Um deles, o Maria da Fonte, é premiado nacional e internacionalmente. Mantém ainda relações com a Universidade do Minho.

Esta entidade do movimento associativo português marca presença nas Festas da Agonia, em Viana do Castelo, sempre que possível. Há alguns anos, a Casa do Minho do Rio homenageou João Morgado, vice-presidente da Câmara de Comércio da Região das Beiras, numa cerimónia na cidade maravilhosa. ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui