Voo Papal entre Lisboa e Roma operado pela TAP

Regresso do Papa Francisco aconteceu a bordo de um aparelho A321neo

0
285
Papa Francisco escreveu mensagens às autoridades dos países sobrevoados durante o trajeto
- Publicidade -

O Papa Francisco regressou ao Vaticano, depois de participar na Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, a bordo de um avião da TAP, no dia 6 de agosto.

A escolha da TAP para a realização do voo Papal de regresso a Roma tem, segundo a companhia de bandeira portuguesa, “um particular significado para a Companhia e representa uma honra para a empresa e para todos os seus profissionais, que procurarão, uma vez mais, prestigiar a imagem de Portugal, com o acolhimento, a afabilidade e a qualidade de serviço que caracterizam a Companhia nacional”.

Esta é já a segunda vez em que o Papa Francisco elege a TAP para voar de regresso a Roma, após visita a Portugal. A primeira aconteceu em maio de 2017, após a visita pastoral de Sua Santidade a Fátima.

“Foi um voo marcante e de enorme prestígio para a TAP, que teve já, ao longo dos seus mais de 78 anos de história ao serviço de Portugal, a distinção de transportar outros três Papas por ocasião das Suas visitas ao nosso País, designadamente, o Papa Paulo VI em 1967, o Papa João Paulo II em duas viagens, em 1982 e 1991, e o Papa Bento XVI em 2010”, reforçou a TAP.

O voo da TAP com o Papa Francisco a bordo aterrissou no Aeroporto Fiumicino, em Roma, às 21h40 deste domingo, horário local.

Aos comandos do A321neo da TAP esteve um piloto com quase 19 anos de experiência na companhia, chefe de frota narrow body e que, antes de chegar à companhia pilotou os aviões de combate coqueluche da Força Aérea Portuguesa, os F-16.

O voo foi realizado com o Airbus A321neo CS-TJJ. A tripulação foi constituída por 11 elementos, sendo três de Tripulação Técnica e oito de Tripulação de Cabine.

A ementa ficou a cargo do Chefe Vítor Sobral.

Durante a permanência no espaço aéreo português a aeronave foi escoltada por dois F16 da Força Aérea Portuguesa.

Detalhes em terra e no ar

A viagem apostólica a Portugal oficialmente terminou neste domingo, dia 6, às 18h22 do horário local na Base Aérea de Figo Maduro, em Lisboa, quando o Papa Francisco deixou Portugal onde participou da Jornada Mundial da Juventude.

Já no avião, durante as cerca de 3h de voo até o Aeroporto Internacional Leonardo da Vinci de Fiumicino/Roma, o Pontífice enviou mensagens dirigidas a cada chefe de Estado dos países sobrevoados. A começar por Portugal, quando deixou o aeroporto de Lisboa e enviou um telegrama ao presidente de Portugal. Renovando as orações por todos e invocando à nação as bênçãos de Deus Todo-poderoso de fraternidade, alegria e paz, o Papa acrescentou: “No meu retorno a Roma, no final da minha viagem apostólica, desejo mais uma vez expressar a minha profunda gratidão a vossa excelência e ao povo de Portugal pela calorosa receção e hospitalidade que recebi durante a minha visita”.

Durante o trajeto que o levou de volta à Roma, o Papa deu seguimento aos telegramas, enviando saudações aos cidadãos dos outros dois países sobrevoados: Espanha, França e Itália.

Ao rei da Espanha, Sua Majestada Felipe VI, o Papa saudou a família real e o povo do país ao voar novamente pelo espaço aéreo espanhol após a sua viagem apostólica a Portugal, escrevendo: “renovo cordialmente minhas saudações de oração e bons votos” a todos.

No telegrama ao presidente francês, Emmanuel Macron, Francisco renovou os votos de oração a todo o povo do país: “que Deus abençoe a todos com suas bênçãos abundantes”.

Ao sobrevoar o espaço aéreo da Itália, Francisco enviou um telegrama ao presidente Sergio Mattarella: “Ao retornar da minha viagem apostólica a Portugal, terra de fronteira de frente ao oceano e lugar de encontro de povos e culturas, onde vivi dias animados pelo entusiasmo dos jovens e pela consoladora experiência espiritual daquela nação, elevo minha gratidão a Deus e rezo para que as novas gerações, seguindo o exemplo da Virgem Maria, particularmente venerada ali como Nossa Senhora de Fátima, saibam partir com confiança no projeto que o Pai Celeste tem para cada um. Com esses sentimentos, envio de coração ao senhor, senhor presidente, e ao querido povo italiano minhas mais calorosas saudações, assegurando-lhes a minha bênção”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui