Viana do Castelo recebeu congresso Empresarial “Empreendedorismo Feminino no Desenvolvimento das Cidades”

Programa focado na realização de networking e propostas para a cidade

0
84
Com atividade centralizada em Bruxelas e Lisboa, a AMEEA expande-se agora com delegações por outros países e representações em Portugal
- Publicidade -

No último dia 20 de outubro, decorreu o Congresso Empresarial “Empreendedorismo Feminino no Desenvolvimento das Cidades”, o primeiro evento da Associação das Mulheres Empreendedoras Europa e África em Viana do Castelo, na região do Minho, em Portugal. Esta associação sem fins lucrativos, também denominada de AMEEA, foi criada em 2015 na cidade de Bruxelas pela atual presidente Isabel Denascimento, que transferiu a sede para Cascais em 2019, onde se veio a juntar à sua adjunta Célia Losa.

Com atividade centralizada em Bruxelas e Lisboa, a AMEEA expande-se agora com delegações por outros países e representações em Portugal. Foi neste contexto que a cidade de Viana do Castelo acolheu o congresso que juntou meia centena de empreendedoras e alguns homens que apoiam o propósito desta associação. Com um programa bastante focado nos objetivos que se pretendia – networking e propostas para a cidade – este evento teve muita interação humana e partilha de vivências, promoveu o empreendedorismo e o negócio, bem como acolheu opiniões e sugestões que permitem à AMEEA produzir agora uma ferramenta a ser trabalhada junto dos órgãos competentes, otimizando desenvolvimento na cidade.

Com moderação de Isabel Denascimento e de Célia Losa, o congresso iniciou-se com a palestra da vereadora Carlota Borges, em representação da Câmara Municipal de Viana do Castelo. Ao longo do dia realizaram-se depois quatro mesas-redondas que evoluíram no contexto do evento. Os momentos de intervalo para café e almoço, bem como a dinâmica de desenvolvimento pessoal por Margarida Carreiras (C Positivo), fortaleceram laços de relação e afeto pelos abraços.

Foram convidadas/os: Maria Lima (Mordoma e Artesã); Sónia Rodrigues (Maria Kabaça); Catarina Silva (MAOS); Isabel Lima (Fashion Designer); Ivone Cruz (Link Cowork e Business), Maria Violante (By Simone G.); Carla Magalhães (Krisálida); Isabel Jacinto (Restaurante Batata Doce), Regiane Sabanai (Arquiteta e Designer); Solange Pinto (Ativista Social); David Martins (Eventos Musicais); Manuel Júnior (AEVC); Paula Veiga (AMCD); Daniela Carreiras (APHORT).

Os convidados falaram sobre si, dos projetos e de como servem nos seus propósitos. Foram escutadas mulheres de Viana e de outros pontos do país, da Europa e de África. Também os homens marcaram a sua presença, testemunhando sobre áreas chave como são os eventos musicais e as dinâmicas empresariais. Uma palestra de Divaika Kiemba Dina, presidente do Centre Euro Africa em Barcelona, culminou os discursos da tarde oferecendo uma visão empreendedora da Mulher.

Houve ainda visita aos expositores de algumas participantes no congresso, onde estiveram representadas diversificadas áreas, apelando a feiras de empreendedorismo numa nova ótica em Viana do Castelo. No final do congresso, para a AMEEA ficou a confiança sobre o sucesso do que era pretendido, convidando a aguardar o relatório das conclusões a serem motivo de reflexão e de propostas de ação pelo bem comum.

No calendário de ações de 2023, a Associação das Mulheres Empreendedoras Europa e África colocou já Viana do Castelo como possibilidade a considerar de novo. Um outro tema representativo para as gentes de Viana e do Alto Minho, trazendo convidados de outros pontos do país e estrageiro, está em cima da mesa havendo recetividade e apoio da autarquia e outros parceiros locais. Brevemente novidades.

Desenvolvimento da Associação

Isabel Denascimento, de origem africana e europeia, é doutorada em ciências políticas e relações internacionais pela Universidade Livre de Bruxelas. Foram esses estudos aprofundados sobre o direito internacional do desenvolvimento que lhe deram a visão e sensibilidade para perceber a necessidade de dar voz e um olhar de destaque na troca de vivências e experiências adquiridas entre mulheres empreendedoras Europeias e Africanas.

Célia Losa, com formação superior em gestão pelo ISEG da Universidade de Lisboa e certificados oficiais que lhe reconhecem competências próprias nas áreas humanas e de negócios, desenvolve o plano estratégico e faz acontecer desde os projetos à formação e aos eventos. Na direção da AMEEA, adjunta e presidente são equipa, eficácia e eficiência ao rubro na ação a que se propõem.

Como missão, a Associação das Mulheres Empreendedoras Europa e África trabalha para ajudar o maior número de mulheres a acreditarem e desenvolverem o seu potencial e principais valências, acreditarem nos seus sonhos e torná-los realidade. É dirigida a todas as pessoas do mundo empresarial, dirigentes de empresas privadas ou públicas, mulheres na profissão liberal, na economia social, na solidariedade, no desenvolvimento sustentável e na sociedade civil.

A AMEEA acolhe homens como membros regulares, bem como empresas como membros corporativos. Dirige-se também a outras pessoas ou grupos que pretendam promover os objetivos da Associação e contribuir para o seu desenvolvimento. Também recebe membros e participantes em atividades de todos os continentes.

As sete principais áreas desta associação são: incubadoras de projetos; clubes femininos de negócio; formação, mentoria e coaching; feiras de empreendedorismo; seminários de empreendedorismo feminino; congressos de mulheres empreendedoras e empresárias; galas de reconhecimento de mérito a mulheres da Europa e África. ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui