UAb juntou-se à “OpenEU” pelas universidades abertas europeias

Rede universitária superior de toda a Europa em benefício da aprendizagem de aprendizagem de todos

0
67
Protagonistas unidos por uma Europa aberta ao ensino superior (Foto: divulgação)
- Publicidade -

A Universidade Aberta de Portugal (UAb), criada em 1988, integra o projeto OpenEU, com objetivo de “proporcionar acesso ao ensino superior e incentivar a transformação digital no Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES)”. A iniciativa, apoiada pela Comissão Europeia com um financiamento de 14,4 milhões de euros, reúne universidades abertas e tradicionais para promover a educação inclusiva e digital num período de quatro anos para implementar dez metas.

A OpenEU, sob a coordenação da Universidade Aberta da Catalunha (UOC), pretende “aumentar o impacto social das universidades europeias abertas e de ensino à distância”.

A reitora da UOC e presidente da coalizão, Àngels Fitó, ressalta a importância de fortalecer a comunidade de estudantes internacionais e promover inovações pedagógicas.

“Trabalhando juntos, podemos avançar para uma nova versão do Espaço Europeu do Ensino Superior, que constituirá a rede para a aprendizagem ao longo da vida na Europa”, complementou a reitora.

A reitora da UAb, Carla Padrel de Oliveira, reforça o seu compromisso com a OpenEU “e acredita que o consórcio europeu contribuirá significativamente para a transformação digital do ecossistema europeu do ensino superior, bem como para o panorama europeu da aprendizagem ao longo da vida, abrangendo públicos mais diferenciados”.

A OpenEU é composta por 14 universidades de diferentes regiões da Europa e 13 entidades parceiras, como a European Association of Distance Teaching Universities (EADTU), a International Association of Universities (IAU) e a Mediterranean Universities Union (UNIMED). Juntas, essas instituições contribuem para a expansão e fortalecimento da OpenEU por meio de suas especialidades e capacidade de comunicação.

A OpenEU tem um total de 368 mil estudantes universitários, dos quais 84% exercem atividades profissionais enquanto estudam, e possui um corpo docente de 24 mil colaboradores. A missão da aliança para os próximos quatro anos é alcançar, como “construir uma universidade aberta europeia sustentável, mudar o currículo, incluir grupos sub-representados no ensino superior, tornar o ensino mais acessível e digital, promover valores europeus como qualidade, diversidade, equidade e inclusão”.

Dentro de quatro anos, a OpenEU quer criar uma rede de aprendizado na Europa para ajudar estudantes tradicionais e não tradicionais.

Além da Universidade Aberta de Portugal, participam no projeto outras universidades, como Bifröst University (Islândia), Daugavpils University (Letônia), FernUniversität in Hagen (Alemanha), Hellenic Open University (Grécia), Open Universiteit (Países Baixos), Open University of Cyprus (Chipre) e Universidad Nacional de Educación a Distancia (Espanha). Membros associados, como a Open University of the United Kingdom (Reino Unido) e a MIT University (Macedônia do Norte), colaboram. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui