Sónia Crisóstomo reconhecida como “Diplomata Civil Humanitária”

Diplomação é da resposabilidade da Jethro Internacional, e se destaca por ser uma Chancela de Diplomacia Civil e Humanitária – Chaplaincy

0
643
Sónia Crisóstomo, empreendedora e escritora luso-brasileira
- Publicidade -

A empreendedora e escritora luso-brasileira Sónia Crisóstomo é agora oficialmente Diplomata Civil Humanitária, um título que lhe foi entregue neste mês de dezembro numa cerimónia no Forte São Julião da Barra na Praia de Santo Amaro de Oeiras, em Portugal.

A diplomação é da resposabilidade da Jethro Internacional, e se destaca por ser uma Chancela de Diplomacia Civil e Humanitária – Chaplaincy, cuja atuação “está legitimada por legislação internacional que habilita ação na sociedade de todos os continentes no sentido de atender e intermediar conflito, bem como fazer proposições frente aos interesses dos cidadãos na relação com o Estado, Governo, forças de segurança e entidades privadas”.

“Portando com o credenciamento e as chancelas da Jethro International, o Diplomata Civil Humanitário – Chaplain pode atuar em diversas áreas: judiciária, empresarial, escolar, desportiva, ambientes de tragédias, presídios, hospitalar, veterinária, artística e cultural dentre outras”, explicou a entidade, que garantiu que, ao ser reconhecida como Diplomata Civil Humanitário – Chaplain, Sónia Crisóstomo “tem legitimidade como Autoridade Legal instituída em mais de 150 países, o que lhe confere mais acesso e fluidez para desenvolver os seus próprios projetos”.

“Este momento é muito especial na minha vida. Estou feliz com o reconhecimento por parte da Jethro e prometo máximo empenho no desempenho das minhas funções junto da sociedade”, destacou Sónia Crisóstomo, que é também Embaixadora Master da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture, ou Divina Academia Francesa de Artes, Letras e Cultura – em tradução livre, bem como embaixadora do Clube Mulheres de Negócios em Língua Portuguesa, e detentora do prémio “Génios da Atualidade” na Categoria Escritora do Ano, em Portugal.

Segundo apurámos, estão vinculados à Jethro Diplomatas Civis de diversos segmentos, como empresários, advogados, juízes, médicos, enfermeiros, lideranças religiosas, delegados de polícia, políticos, bombeiros, socorristas, professores, psicólogos, etc.

“A Jethro international está estabelecida por intermédio dos seus Diplomatas Civis em mais de cento e cinquenta países, e se relaciona com diferentes regimes governamentais e seus representantes legais. O nosso código deontológico nos posiciona um passo antes das questões religiosas dogmáticas e político partidárias. Cabe ressaltar que o papel dos Diplomatas Civis é relacionar-se com as autoridades estabelecidas para intermediar o diálogo entre os interesses da sociedade e órgãos governamentais e de segurança pública a fim de garantir o atendimento biopsicossocial”, informou a entidade. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui