Resultados alcançados pela FUNCEX Europa incentivam relações comerciais entre o Brasil, Europa e CPLP

0
127
Antônio Carlos da Silveira Pinheiro, presidente da FUNCEX
- Publicidade -

Responsáveis pelo escritório europeu da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (FUNCEX Europa), instituição brasileira reconhecida pela sua trajetória sólida no comércio exterior, realizaram uma avaliação das atividades no ano de 2023 nos últimos dias, numa espécie de resumo do que foi produzido em termos de conexão entre o mercado brasileiro com outros países.

A entidade, presente no continente europeu há cerca de um ano e meio, com sede em Portugal, consolidou a sua atuação como interlocutora crucial entre empresas e organizações nos continentes americano e europeu, com foco especial nos países lusófonos, mais concretamente no cenário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Em fevereiro de 2023, os trabalhos evoluíram e foi inaugurada a sede da FUNCEX Europa em Cascais, bem como a entidade participou no evento “Lide”, juntamente com o governo do Estado do Rio de Janeiro.

No primeiro seminário luso-brasileiro de radiodifusão, realizado em fevereiro, a FUNCEX Europa lançou as bases para futuras colaborações, buscando fortalecer os laços entre os setores de radiodifusão nos dois continentes. A inauguração da sua sede em Cascais, Portugal, marcou um marco importante na expansão da FUNCEX Europa, reforçando o seu compromisso com o mercado europeu.

Durante a Missão Empresarial Brasil-Portugal, sediada no Altice Fórum Braga (Fenacon), a FUNCEX Europa destacou-se como protagonista, promovendo iniciativas que visam impulsionar as relações comerciais entre os dois países. Ao longo do ano, eventos como “Cascais in Rio – Oportunidades de Investimentos em Cascais” e o “Fórum Portugal-Brasil”, em Matosinhos, com a presença do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, evidenciaram o papel catalisador da FUNCEX Europa na promoção de oportunidades de negócios.

Outros eventos como a “Bênção dos Surfistas” na Praia de Supertubos, em Peniche, com o apoio da autarquia local e a apresentação do Padre Omar, reitor do Santuário Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, como responsável pela vertente social da FUNCEX Europa, tiveram destaque na agenda do ano passado, assim como a presença no evento “Cascais in Rio – Oportunidades de investimentos em Cascais”, a assinatura de um protocolo com a Caixa de Crédito Agrícola de Torres Vedras, a presença no Fórum Jurídico Brasil-Portugal (FIBE), a participação no Clube de Vinhos e Comércio, no “LIDE Lisboa e Londres”, também com o Governo de Estado do Rio de Janeiro, entre outros temas.

A FUNCEX Europa organizou também a visita do Secretário de Habitação do Estado do Rio de Janeiro a Cascais e a Braga, que marcou o desenvolvimento de ações no campo da habitação entre Portugal e Brasil. Em setembro, foi uma das organizadoras da primeira Feira de Empregos para Profissionais do Turismo de Braga, participou no evento “O Atlântico- A nova carta do humanismo”, promoveu uma visita de uma comitiva da FUSVE – Fundação Educacional Severino Sombra, entidade filantrópica brasileira, mantenedora da Universidade de Vassouras, da Faculdade de Miguel Pereira, da Faculdade de Maricá, do Centro Integrado de Saúde, do Hospital Universitário de Vassouras e do Centro de Convenções General Sombra, com a INVETBRAGA, entidade de promoção de investimentos em Braga, Norte de Portugal, e a Universidade do Minho, no domínio da investigação, ciência e educação.

A FUNCEX Europa participou também num evento organizado pela Câmara Municipal do Fundão e Casa do Brasil – Terras de Cabral, em celebração ao dia 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil, que discutiu oportunidades para empresas brasileiras na região Centro de Portugal. A agenda contou ainda com o evento “Liberdade, Meio Ambiente e Justiça”, no âmbito das comemorações dos 190 anos do Supremo Tribunal de Justiça, em Lisboa, e uma visita do Instituto Pedro Nunes ao Brasil com reunião com o vice-presidente da FUNCEX, Miguel Lins.

O final do ano de 2023 ficou marcado pela viagem da FUNCEX Europa à China, em outubro, para participar na CE-PLPEX Exposição Económica e Comercial da China – Países de Língua Portuguesa, em Macau. Houve ainda a assinatura do protocolo e intercâmbio de experiências entre a Marina de Cascais e a Marina de Kogo, na Guiné Equatorial, bem como visita ao banco Haitong. Em Cascais, houve encontro com Paulo Rabello de Castro. Houve tempo ainda para a Missão Empresarial da Dohler S/A., a Missão Apex Websummit 2023, o VI Seminário “Futuro das relações entre a União Europeia e a América Latina e Caraíbas após a Cimeira UE-CELAC” e o Matchmaking day DNA Cascais, no âmbito do Web Summit Lisboa, e a assinatura do MoU com o Instituto Pedro Nunes.

Em dezembro, houve uma agenda em Madrid, Espanha, durante o “l Seminario Ibero-Brasileño de Radio y Televisión”, bem como ações de cooperação, como o protocolo assinado com a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa (CCILF), promovendo iniciativas conjuntas para favorecer as relações empresariais entre França, Brasil e a CPLP. Esta parceria reforça o papel estratégico da FUNCEX Europa na conexão de mercados lusófonos e europeus.

Um dos últimos pontos da FUNCEX Europa em 2023 foi a participação nos Encontros PNAID – Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora, promovido pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, em Viana do Castelo, com a presença de diversas autoridades portuguesas, da África lusófona e de outras partes do mundo.

Ainda no âmbito internacional, a FUNCEX Europa assinou um memorando de cooperação em Espanha com a Fundação Euroamerica, em fevereiro de 2024. O acordo visa promover e desenvolver ações conjuntas entre as duas entidades, fortalecendo relações internacionais empresariais, com destaque para eventos, seminários e produção de conteúdos informativos direcionados ao comércio exterior. Antes, em janeiro, decorreu a participação no “IV Seminário de Alto Nível” no Parlamento Europeu, em Bruxelas, que destacou a FUNCEX Europa como protagonista nas discussões sobre estratégias da União Europeia para transições digital, verde e social em conjunto com a América Latina e o Caribe.

Experiência, liderança e renome

Fontes garantiram à nossa reportagem que o presidente da FUNCEX, Antônio Carlos da Silveira Pinheiro, é o principal responsável pela internacionalização da Fundação e pela dinâmica e sucesso conquistados até agora. Este responsável assumiu a presidência da FUNCEX no Brasil em novembro de 2019, reestruturou a entidade, ultrapassou os desafios impostos pela pandemia e, em 2022, conseguiu um feito inédito ao obter autorização do Ministério Público no Rio de Janeiro para levar os serviços da FUNCEX além-fronteiras. A estratégia passa por atuar na Europa, em África lusófona e noutras regiões do mundo com olhos postos no mercado internacional.

Numa tónica de reforço das operações da Fundação na Europa, duas das principais agendas da FUNCEX foram a assinatura do Acordo entre o Mercosul, bloco que engloba Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que, além do Brasil, tem como Estados-membros Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, em dezembro do ano passado no Rio de Janeiro, durante a Cúpula do Mercosul, uma iniciativa acompanhada de perto pela entidade brasileira.

O segundo ponto é o acordo entre a FUNCEX e a Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), celebrado em Lisboa, em setembro, para viabilizar o projeto ‘COMEX Data CPLP’ que será o “maior banco de dados de comércio exterior alguma vez já produzido”, um projeto prevê a realização de estudos e levantamentos que cruzarão os dados comerciais dos nove países aderentes à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O objetivo central é fomentar o comércio dos Estados-membro da CPLP entre si e com outros países e demais blocos económicos no mundo.

“Estamos unindo esforços para tornar a FUNCEX cada vez mais forte. O trabalho está sendo feito e os resultados estão à vista. Procuramos no dia a dia estreitar as nossas relações em todo o mundo. Já alargamos as nossas ações na Europa e temos acompanhado de perto as movimentações e oportunidades no mercado da CPLP”, disse Antônio Carlos da Silveira Pinheiro.

Segundo Higor Ferro Esteves, diretor geral da FUNCEX Europa, “atualmente, a Fundação avança no sentido de chamar para si a responsabilidade também de trabalhar para que os diferentes setores económicos de ambos os lados consigam criar uma forte ligação, com uma estrutura sólida e duradoura para um melhor ambiente de negócios”.

Desde 2022, quando chegou à Europa, instalando-se em Portugal, a FUNCEX Europa tem ganhado terreno ao estreitar relações com os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Ainda no contexto lusófono, a FUNCEX é hoje vice-presidente da Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) e tem realizado ações de aproximação do mercado sul-americano com outros países da Europa. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui