Português Afonso Cruz participa em festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

Fliaraxá decorre de 19 a 23 de junho; “Memória, Literatura e Diversidade” será tema central; Autoras homenageadas serão Djamila Ribeiro, Bruna Lombardi, Conceição Evaristo e Denise Fraga, ao lado de mais de 100 autores

0
107
Todas as atividades do Festival serão transmitidas on-line pelo Youtube do @fliaraxa
- Publicidade -

O Festival Literário Internacional de Araxá (Fliaraxá), que terá lugar entre os dias 19 e 23 de junho, no município brasileiro do estado de Minas Gerais, contará com atividades culturais acessíveis, inclusivas, antirracistas, éticas, educativas, artísticas e carregadas de conceito ao redor do tema “Memória, Literatura e Diversidade”. Acontece na Fundação Cultural Calmon Barreto, onde a sua primeira edição foi realizada, em 2012.

Porém, nesta 12ª edição, o mote principal será também a equidade. Pela primeira vez, segundo os organizadores, apresenta equidade de géneros e raça entre os 84 convidados: mulheres negras e brancas, homens negros e brancos, em proporção de 25% cada.

A Fundação Calmon Barreto e o seu arredor serão o cenário da montagem, com dois auditórios, duas livrarias, intensa programação infantil e infantojuvenil e a “Rua da Economia Criativa”, com música instrumental, artesanato, gastronomia.

No centro de tudo, a literatura reúne uma centena de escritores e escritoras em conversas informais, sem tema definido. O 12.º Fliaraxá tem como autoras homenageadas Djamila Ribeiro e Bruna Lombardi, tendo como convidada especial Conceição Evaristo.

A programação inclui quatro atrações internacionais: a cubana Teresa Cárdenas, a francesa Hannelore Cayre, o brasileiro radicado na Suíça Jamil Chade e o português Afonso Cruz, escritor, realizador de filmes de animação, ilustrador, designer e músico português. Estudou na Escola Secundária Artística António Arroio, nas Belas Artes de Lisboa e no Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira. Vive num monte alentejano perto de Casa Branca, no concelho de Sousel, vila portuguesa situada no distrito de Portalegre, região Alentejo. As indígenas Trudruá Dorrico e Geni Núñez também compõem a lista de autores.

Ziraldo, escritor e cartunista brasileiro, falecido recentemente, é o Patrono do 12.º Fliaraxá. O autor foi a estrela da primeira edição do Fliaraxá, em 2012 e, este ano, o Prémio de Redação e de Desenho será baseado na sua obra, incentivando estudantes a criarem fanfics. Os participantes devem desenvolver histórias inventadas ou desenhos inspirados em qualquer livro ou personagem de Ziraldo, celebrando, assim, a sua imensurável contribuição à literatura infantil e juvenil.

Em declarações exclusivas à nossa reportagem, Afonso Borges, responsável pelo evento e um dos curadores, explicou que, “sintonizado com o fluxo de mudanças contemporâneas, conseguimos, no Fliaraxá, um movimento inédito: equidade de raça, género e sexo”.

“O número de convidados é exatamente igual, entre todos e todas, prevalecendo a igualdade e racionalidade na curadoria. Esta é uma regra que deveria valer como uma espécie de norma ética e normal em todos os eventos culturais do mundo”, defendeu este responsável, que sublinhou ainda que o Festival terá 25% de mulheres brancas participantes, 25% de mulheres negras, 25% de homens brancos e 25% de homens negros, algo que talvez nunca tenha acontecido”.

Convidados internacionais, nacionais e locais

A Curadoria foi estruturada por Afonso Borges, Tom Farias e Sérgio Abranches, curadores da programação nacional/internacional; Leo Cunha, da programação infantojuvenil; e Rafael Nolli, Luiz Humberto França e Carlos Vinícius Santos da Silva, responsáveis pela curadoria local do 12.º Fliaraxá.

Na programação Nacional/Internacional estão confirmados nomes como Afonso Cruz, Alessandra Roscoe, Aline Bei, Bianca Santana, Bruna Lombardi, Calila das Mercês, Conceição Evaristo, Cris Olivieri, Denise Fraga, Djamila Ribeiro, Eliana Alves Cruz, Estevão Ribeiro, Fabiano Piúba, Geni Núñez, Geovani Martins, Giba Pedroza, Guilherme Amado, Hannelore Cayre, Hugo Monteiro Ferreira, Jamil Chade, Leo Cunha, Luis Galina, Luís Giffoni, Marcelino Freire, Marcelo Rubens Paiva, Márcia Maria Cruz, Marcia Tiburi, Myriam Scotti, Paloma Jorge Amado, Renato Noguera, Sérgio Abranches, Socorro Acioli, Stefano Volp, Teresa Cárdenas, Tino Freitas, Tom Farias e Trudruá Dorrico.

Na programação local, Alessandra de Moraes Silva, Aline Tavares, Ana Luiza Melo, Andreza Maira, Arthur Arantes Souza, Bruno Barbosa, Carol Montouro, César Campos, Cintia Vicente Feliz, Cleudair Aparecida da Silva, Clevis Donizete, Dayane Cristina, Deborah Maria, Dilma Dutra, Eduardo Lucas Andrade, Eduardo Veras, Else Lopes, Enágio Fernandes, Erivelton Ferraz, Fabiola Melo, Íris Santiago, Ítalo Guimarães, Idelma Costa, Ismayla Rafaela Roque, João Vitor Santos, José Humberto, Juliana Raça, Karina Prado, Leo Calix, Lisa Alves, Lídia Maria, Lucia Helena Resende, Luciana Olivier, Luiz Humberto França, Magela Marques, Marcus Paulo Queiroz Macêdo, Mayron Engel, Mirthes Mirian, Nicole Lima, Patrícia Melo, Priscila Garcia Silva, Rafael Nolli, Renato Muniz Barreto, Roberto Mauro, Roberto Márcio, Sérgio Braga, Sonia Alves, Sueli Claret, Tálisson Reis, Ton Lima, Vanessa Ciclini, Victória Akel e Vania Rezende são alguns dos nomes presentes no 12.º Fliaraxá. Na programação Infantojuvenil, os autores Alessandra Roscoe, Giba Pedrosa, Leo Cunha e Tino Freitas integram as palestras voltadas para os pequenos. O escritor local Rafael Nolli e a atração nacional Geni Núñez também integram essa lista.

O certame tem o patrocínio da CBMM, que apresenta o evento desde o seu início, do Itaú e Bem Brasil, via Lei Rouanet do Ministério da Cultura do Brasil. Na qualidade de Apoio Cultural, estão a Prefeitura de Araxá, a Fundação Cultural Calmon Barreto, a TV Integração, a Embaixada Francesa no Brasil, o Institut Français e a Academia Araxaense de Letras.

O programa pode ser conhecido em: www.fliaraxa.com.br ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui