Pedro Ramos anuncia “fim de ciclo” na presidência da APG

Ao lado de Carla Caracol, na vice-presidência, Pedro Ramos levou a Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas a ser reconhecida internacionalmente, sobretudo no cenário lusófono e no Brasil

0
246
Através de comunicado, estes dois responsáveis defenderam que “a APG tem hoje um posicionamento, protagonismo e credibilidade incontornáveis no tecido empresarial e social, nunca antes alcançados”
- Publicidade -

“Depois de quase cinco intensos anos de dedicação à causa associativa de forma absolutamente voluntária, decidimos fechar um ciclo, com o sentimento de dever cumprido!”. Foi com esta afirmação que Pedro Ramos, presidente da Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas (APG), e Carla Caracol, vice-presidente da entidade, anunciaram a demissão conjunta, a partir de 31 de dezembro deste ano, da liderança dessa associação, que congrega, em âmbito nacional, pessoas e organizações que se dedicam à gestão do capital humano.

Através de comunicado, estes dois responsáveis defenderam que “a APG tem hoje um posicionamento, protagonismo e credibilidade incontornáveis no tecido empresarial e social, nunca antes alcançados, tendo passado a ser considerada como importante stakeholder junto de decisores societários e organizacionais, nacionais e internacionais, com especial enfoque no Mundo Lusófono”. Além disso, “a imagem da APG está assim reforçada, com relevância efetiva, fruto de um processo de mudança sustentado na Visão e Propósito de uma Associação que pretendia estar mais e melhor alinhada com os enormes desafios que a Gestão de Pessoas tem na atualidade, tornando-se numa referência para todos os que, como nós, são apaixonados por Pessoas e Negócios!”.

Durante a gestão de Pedro Ramos e Carla Caracol na APG, iniciada em 07 de abril de 2022, a entidade somou diversos resultados positivos e se afirmou como referência no cenário internacional, sobretudo junto do público e das organizações lusófonas e no Brasil. Houve ainda, como resultados a destacar pela entidade, “o aumento significativo” de associados e simpatizantes e seguidores nas mais diversas plataformas e redes sociais; a retomada da organização e realização do Encontro Nacional da APG, que envolveu os principais atores da Gestão e Gestão das Pessoas em Portugal, em 2021; a internacionalização do Encontro Nacional da APG, a partir de 2022, com centenas de participantes de todo o mundo, incluído líderes de renome internacional; a organização da reunião anual de delegados europeus da EAPM – European Association of People Management – e também a reunião anual da WFPMA – World Federation of People Managemet Associations, ambos em 2023; o desenvolvimento, em 2023, do HR Digital International Forum, um evento fruto de um novo conceito que permitiu contribuir para o conhecimento digital de toda a comunidade RH; o Encontro Nacional de Jovens em 2022, onde ocorreram aprendizagens; em 2021, iniciou-se o APG People Hub, uma iniciativa que visa descentralizar eventos e discutir temas relevantes da Gestão da Pessoas; entre outras ações, como o regresso da “Revista Pessoas”; o desenvolvimento do HUB Pessoas, um agregador de conteúdos da APG; a promoção de formações e certificações; e a assinatura de protocolos e parcerias nacionais e internacionais”.

“Não obstante, estes cinco anos foram muito exigentes pois, muitas vezes, sentimo-nos a ‘remar contra a maré’, enfrentando vagas enormes e não encontrando, na maior parte das vezes, iguais remadores, que estivessem disponíveis para utilizar o seu conhecimento, experiência e energia no auxílio dessa concretização. (…) resta-nos dedicarmos trabalho e o inerente tempo numa equação multiplicadora de todas as partes que nos falharam, com grave repercussão na nossa vida pessoal, incluindo o nefasto impacto sobre as nossas famílias. Por este motivo, tomámos a decisão de apresentarmos a nossa demissão ao Senhor Presidente da Assembleia Geral da APG. (…) E estamos genuinamente felizes por o termos conseguido concretizar, deixando a APG com estatuto e reputação a um novo e elevado nível”, comentaram Pedro e Carla em nota.

À nossa reportagem, Pedro Ramos, que foi eleito recentemente para o Board da International Federation of Training and Development Organisations (IFTDO), disse que “continuamos ativos na defesa da Gestão de Pessoas em Portugal” e revelou que, a partir de 2024, estará focado na Keeptalent Portugal, empresa que lidera na área de Recursos Humanos e consultoria, “com novos projetos no âmbito tecnológico na Gestão de Pessoas”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui