Paraguai recebe nova edição da Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola

CILPE2023 será em formato híbrido, com sessões presenciais e transmissão virtual

0
204
Presença de participantes brasileiros e portugueses
- Publicidade -

Depois da primeira edição em Lisboa, Portugal, em 2019, e da segunda em Brasília, Brasil, em 2022, a Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola (CILPE) está de volta para realizar em Assunção, no Paraguai, nos dias 23 e 24 de maio, a terceira edição dedicada ao tema Línguas, Comunicação, Educação Intercultural e Diversidade, promovida pela Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

A CILPE tem como objetivo a valorização da convergência das línguas portuguesa e espanhola no espaço ibero-americano, que formam uma comunidade de 850 milhões de falantes em todo o mundo, sendo a quinta e terceira línguas mais faladas, respetivamente, no espaço digital e na internet.

Com base nesse contexto, a programação da CILPE2023 centrará os seus debates e conferências em três grandes eixos: Eixo 1 – Somos o que lemos: línguas, literaturas, comunidades; Eixo 2- Línguas e Educação Intercultural e o Eixo 3 – O poder e o valor da comunicação. Entre os participantes nas várias sessões e momentos da conferência estão o secretário-geral da OEI, Mariano Jabonero; a diretora de Multilinguismo da OEI, Ana Paula Laborinho; o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Julio César Arriola; e a secretária de Políticas Linguísticas do Paraguai, Ladislaa Alcaraz de Silvero, além de outros académicos e especialistas como o Instituto Cervantes, o Instituto Internacional da Língua Portuguesa e agências especializadas como EFE o LLYC. Consulte o programa completo.

O Programa Ibero-Americano de Multilinguismo e Promoção das Línguas Portuguesa e Espanhola prevê a realização da CILPE com o objetivo de “contribuir para a reflexão sobre estratégias para o fortalecimento das duas línguas, reunindo parceiros, sejam governamentais, entidades públicas e privadas (instituições de ensino superior, redes e associações)”. Além disso, as duas línguas estão em contacto com outras línguas locais, muitas delas com expressão na educação e cultura, o que representa uma enorme riqueza comum.

A CILPE2023 será em formato híbrido, com sessões presenciais e transmissão virtual, permitindo alcançar mais público e contribuindo para a circulação internacional das línguas e projeção da região no seu conjunto. As sessões podem ser acompanhadas por meio dos canais oficiais da OEI no YouTube, em português, espanhol e guarani, que serão as línguas oficiais de comunicação e debate.

Esta edição no Paraguai receberá 54 participantes de 13 países da Ibero-América, com natural predominância do Brasil e do Paraguai, e entre os quais se encontram cinco participantes portugueses.

Outro facto inédito da conferência é a equidade entre participantes do sexo masculino e feminino, com 27 homens e 27 mulheres, entre os conferencistas. 

Em 2022, a segunda edição da CILPE, na capital federal brasileira, contou com cerca de 900 participantes, em formato presencial e virtual, e palestrantes oriundos de países como Brasil, Portugal, Espanha, Argentina, Paraguai, México, Colômbia, Chile, Timor-Leste, Angola e Guiné-Bissau. Estiveram também presentes representantes ministeriais dos governos do Brasil, Portugal e Espanha e de instituições internacionais como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Instituto Internacional de Língua Portuguesa, Secretária-geral Ibero-americana, Instituto Camões, Instituto Cervantes e Secretariado de Políticas Linguísticas do Paraguai.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui