Papa Francisco deixa mensagem de esperança em Portugal

Multidão acompanhou visita do líder da igreja católica a Lisboa entre os dias 1 e 6 de agosto

0
259
Papa liderou Jornada Mundial da Juventude 2023 na capital portuguesa e visitou o santuário de Fátima
- Publicidade -

O Papa Francisco deixou Portugal no último dia 6 de agosto a bordo de um voo operado pela TAP após liderar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que decorreu em Lisboa entre os dias 1 e 6 de agosto. Na bagagem, o santo Padre levou consigo imagens de uma imensa multidão que acompanhou vigílias, missas, atividades e encontros pela capital portuguesa, nesta que é considerada a maior iniciativa católica a nível mundial voltada para os jovens.

Francisco cumpriu um extenso programa em solo português. No dia 2 de agosto, aterrou na Base Aérea de Figo Maduro, pelas 10h. Participou numa receção oficial e, sem seguida, presenciou uma cerimónia de Boas-Vindas, na entrada principal do Palácio Nacional de Belém, com a presença do público e de autoridades. Houve tempo ainda para uma visita de cortesia ao presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio Nacional de Belém. Encontrou-se ainda com as autoridades, a sociedade civil e o corpo diplomático, no Centro Cultural de Belém. Conversou também com o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, na Nunciatura Apostólica.

No dia 3, o líder da igreja Católica encontrou-se com os Jovens Universitários, na Universidade Católica Portuguesa, e com os Jovens de Scholas Occurrentes, na sede de Scholas Occurrentes de Cascais. Houve, no final da tarde, uma cerimónia de acolhimento, na Colina do Encontro, no Parque Eduardo VII. No dia 4, pelas 9h, decorreu a confissão de alguns Jovens da JMJ, na Cidade da Alegria, no Jardim Vasco da Gama, além de encontro com os representantes de alguns Centros de Assistência Socio-Caritativa, no Centro Paroquial de Serafina. O Papa almoçou com alguns Jovens, na Nunciatura Apostólica, e participou na emotiva Via-Sacra, na Colina do Encontro, no Parque Eduardo VII, uma cerimónia que contou com apresentações culturais e artísticas, incluindo a apresentação da fadista Mariza, que cantou o fado “Foi Deus”.

Já no dia 5, o Papa viajou de helicóptero da Base Aérea de Figo Maduro, em Lisboa, para Fátima, onde participou na recitação do Terço com os Jovens Doentes, na Capelinha das Aparições do Santuário de Nossa Senhora de Fátima. No final da manhã, retornou, também de helicóptero, do Estádio de Fátima, para Lisboa, chegando à Base Aérea de Figo Maduro, pelas 11h50. No final da tarde, decorreu um encontro privado com os membros da Companhia de Jesus, no Colégio de S. João de Brito. Pelas 20h45, teve lugar a Vigília com os Jovens, no Campo da Graça, no Parque Tejo, um momento que reuniu, segundo o Vaticano, cerca de 1.5 milhões de pessoas no recinto. Nesta oportunidade, o Papa dirigiu mais algumas palavras ao público, com mensagens de fé e esperança, pedindo aos jovens que “não tenham medo” e que sigam no caminho do amor de Jesus. Num dos patamares do Altar, a fadista Carminho cantou “Estrela”.

No domingo, dia 6 de agosto, o Papa liderou a Santa Missa para o Dia Mundial da Juventude, no Campo da Graça, no Parque Tejo. Mais tarde, pelas 16h30, decorreu um encontro com os Voluntários da JMJ, no Passeio Marítimo de Algés. A cerimónia de Despedida decorreu na Base Aérea de Figo Maduro, em Lisboa, pelas 17h50. Às 18h15, partiu o avião que levou o Papa de volta a Roma, da Base Aérea de Figo Maduro. O Papa chegou à capital italiana pelas 22h15, hora local, onde aterrou no Aeroporto Internacional de Roma/Fiumicino.

Durante a passagem de Francisco por Lisboa, houve palavras do Santa Padre que marcaram os participantes, como uma sugestão de fé, explanada pelo líder da igreja católica aos jovens no dia 5, durante a Vigília.

“A única situação em que é legítimo olhar para uma pessoa de cima para baixo é para a ajudar a levantar-se. Quantas vezes vemos as pessoas olharem para nós assim, por cima do ombro, de cima para baixo? É triste”, disse o Papa Francisco. Já durante a visita a Fátima, o Papa pediu que “façamos um pequeno momento de silêncio e cada um de nós, no seu coração, diga: Mãe, o que é que estás a apontar para mim?”. “(…) na Igreja há lugar para todos”, comentou Francisco, noutra oportunidade.

Seul, na Coreia do Sul, será o local que sediará a próxima Jornada Mundial da Juventude, em 2027, anunciou, ao final da Missa de Envio, no dia 6 de agosto, o Papa Francisco. Mesmo debaixo de muito calor, a cada passo, olhar e gesto do Papa o público mostrou-se encantado e confesso na sua retidão de continuar a dar vida aos valores da igreja católica. Lisboa foi um cenário de práticas culturais e trocas permanentes entre as milhares de pessoas que decidiram visitar a capital portuguesa para acompanhar o Papa durante a Jornada Mundial da Juventude 2023. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui