Outono: estação mais mágica do ano começa a alavancar o turismo na Serra da Estrela

Região proporciona experiências para todos os gostos

0
154
Paulo Silva, responsável pelo restaurante “A Torre”
- Publicidade -

O Equinócio de outono marcou a virada de estação em Portugal no dia 23 de setembro, quando o dia e a noite tiveram a mesma duração e o verão ficou para trás. Começou um período de transição para a natureza e o clima, as cores da paisagem mudaram, as folhagens verdes vão aos poucos tomando tons amarelados e vermelhos, sendo levados aos poucos por uma brisa fresca que antecipa algo de mágico que há nessa estação.

Estas mudanças são muito bem-vindas na Serra da Estrela, um dos principais pontos naturais e turístico de Portugal. Conta com uma grande área protegida em solo português e é o exemplo da beleza que o outono traz na sua flora rica e massiva, um dos principais atrativos que esta Serra tem.

Com o clima cada vez mais fresco, cada vez mais turistas aventuram-se pela Serra, em lugares como a Rota das Faias, conhecida como o “Bosque Encantado”, uma trilha perto da vila de Manteigas que transporta aqueles que andam pelo local para um cenário de fantasia, com as características do outono intensamente evidentes nas cores das faias, pinheiros e carvalhos do passeio.

No alto da Serra da Estrela, as mudanças que o outono traz são notadas com clareza por Paulo Silva, responsável pelo restaurante “A Torre”, referência gastronómica na região. Este estabelecimento, localizado no ponto mais alto de Portugal continental, é conhecido por oferecer o melhor que a gastronomia das beiras tem, acompanhado de uma vista encantadora, imersa na natureza do interior de Portugal.

“A Torre” não é só um restaurante, mas sim uma das experiências que podem ser encontradas na Serra da Estrela. A culinária e a carta de vinhos excecional são só uma parte da experiência. Há também eventos e encontros que oferecem entretenimento. Fazer uma refeição com a família ou participar num evento num lugar tão distinto, o ponto mais alto de Portugal continental, faz desta experiência algo realmente mágico.

Para Paulo Silva, a experiência de se visitar a Serra da Estrela é algo que deve ser vivenciado por todos, a magia da montanha não pode se limitar só a quem vive perto. Ter um ponto de referência tão singular, que promove a movimentação e consumo na Serra, cria experiências que aproxima os turistas com a cultura local e expande a economia da região, traz “vida a este local único”.

Ao longo dos meses o frio toma cada vez mais espaço, o outono vai dando lugar ao inverno e, cada vez mais, turistas vão à Serra para ver a intensa paisagem branca da neve e sentir o frio congelante. Mas, podem ficar descansados, pois existem lugares que vão oferecer a verdadeira hospitalidade portuguesa, como o restaurante “A Torre”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui