Novos “passos” prometem integração da comunidade angolana em Castelo Branco durante caminhada

Para Margarett Neves, presidente da Associação de Angolanos em Castelo Branco, esta iniciativa será mais uma “boa oportunidade” para incentivar a integração dos angolanos na região

1
870
Angolanos reúnem-se durante eventos e ações da Associação de Angolanos em Castelo Branco
- Publicidade -

O dia 11 de maio vai ficar marcado pela realização da segunda caminhada da Associação de Angolanos em Castelo Branco (AACB), um evento que inclui a referida caminhada, a partir das 08h15, seguida de almoço no restaurante “Contorno Guloso”. A concentração do grupo participante será no Parque Urbano Cruz do Montalvão.

De acordo com os organizadores, a ideia é “promover o convívio entre a comunidade angolana residente na região, bem como criar interação com a comunidade local”, além de divulgar “um pouco das tradições angolanas”.

Para Margarett Neves, presidente da Associação de Angolanos em Castelo Branco, esta iniciativa será mais uma “boa oportunidade” para incentivar a integração dos angolanos na região.

“Queremos, cada vez mais, mostrar que a nossa comunidade, que está instalada na região, é parte já da comunidade local, pois trabalhamos cá, estudamos cá e, assim como viemos a procura de novas oportunidades, fazemos de Castelo Branco a nossa casa, ou seja, investimos cá e criamos condições para um melhor desenvolvimento económico em Portugal, sem falar na aproximação linguística que nos une”, defendeu Margarett Neves, que revelou que, após a caminhada, será servida a “verdadeira cachupa tradicional angolana, feita pela comunidade de Angola”.

Recorde-se que a Associação de Angolanos em Castelo Branco foi apresentada ao público albicastrense em outubro de 2023 e visa “auxiliar os angolanos que residem na região Centro de Portugal em vários segmentos”.  ■

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Viver em comunidade é droga eficaz tanto para o corpo como para a alma, não é tão fácil mas também não tão difícil embora humanos com características psico-sociais, morais ou ideológicas menos comuns e desprezível, existe esperança de vida para os que crêem em ser humano social
    Do Sem Limite ” M.A.I

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui