“Nós e o Mar”: Álbum que celebra os 85 anos de Roberto Menescal reúne o artista com Diogo Monzo e Ricardo Bacelar

Mestre da Bossa Nova, Roberto Menescal tem obra disponível em todas as plataformas em: https://ffm.to/jasmin_nos_e_o_mar

0
858
Além de um raro registro de Menescal nos vocais, projeto também tem a participação de Leila Pinheiro
- Publicidade -

Concebido a seis mãos por Roberto Menescal, Diogo Monzo e Ricardo Bacelar, o álbum “Nós e o Mar” já está disponível nas plataformas de streaming. Com participação especial de Leila Pinheiro, convidada do trio na versão de “Bye Bye Brasil” (Menescal/Chico Buarque), o disco celebra os 85 anos de Roberto Menescal, privilegiando versões instrumentais para parcerias do mestre da Bossa Nova com Ronaldo Bôscoli.

A Roberto Menescal e seu violão inconfundível, somam-se o pianista Diogo Monzo  (piano e teclados) e o multi-instrumentista luso-brasileiro Ricardo Bacelar (piano, teclados e percussão), que se revezam ainda nos arranjos.

“O projeto nasceu por iniciativa da produtora cultural Fernanda Quinderé, que trouxe a proposta para o selo. Inicialmente, a ideia era gravar um álbum instrumental, mas depois resolvemos incluir três faixas cantadas. Nós gestamos este disco como uma homenagem ao Menescal e foi uma felicidade recebê-lo em meu estúdio, aqui em Fortaleza”, conta Bacelar, que produziu “Nós e o mar” com Quinderé para o selo que fundou, o Jasmin Music.

“Quando o Ricardo me convidou, a gente foi armando o repertório: ele deu algumas sugestões, o Diogo as dele e eu as minhas, mas algumas coisas nasceram na própria gravação do disco. Inclusive a ideia de eu cantar, que veio do Ricardo”, pontua Roberto Menescal, entregando a maior surpresa do projeto. “Eu perguntei a ele: ‘tem certeza’? Mas como a gente estava num clima legal, acabei botando voz em “O Barquinho” e “Ah! Se eu pudesse”, relembra, com bom humor. “Nós e o Mar” proporciona, portanto, a rara oportunidade de ouvir Roberto Menescal cantando duas joias de seu repertório. “A primeira e única vez que cantei ‘O Barquinho’ na minha vida foi no Carnegie Hall, em Nova Iorque, em 1962. Eu ia fazer outra coisa de violão e tal, mas o produtor me convenceu a fazer ‘O Barquinho’. Estreei e encerrei a minha carreira de cantor ali, no Carnegie Hall”, brinca.

Já o pianista, compositor e arranjador fluminense Diogo Monzo, músico popular com a alma erudita, conheceu Roberto Menescal em 2017, quando lançou um álbum em homenagem ao pianista e compositor Luiz Eça. “O Menescal foi um dos primeiros a ouvir esse disco. Trabalhar com ele agora foi maravilhoso, um grande aprendizado. Menescal é um artista muito generoso e amável”, pontua Monzo, que assina os arranjos de “O Barquinho”, “Nós e o mar”, “Ah! Se eu pudesse”, “A morte de um Deus de sal” e “Copacabana de sempre”. “Eu busquei misturar nos arranjos linguagens ligadas à música erudita e à música popular. Fruto da influência que tenho de Luiz Eça, esse trabalho tem aspectos harmônicos ligados à música impressionista”, finaliza Diogo.

Ricardo Bacelar e Roberto Menescal se conhecem há tempos, desde a época em que o músico cearense viveu no Rio de Janeiro, quando integrava o Hanoi Hanoi, banda de grande expressividade no movimento Rock Brasil dos anos 1980. São de Bacelar os arranjos para “Rio”, “Você”, “Vagamente” e “A volta”. O arranjo de “Bye Bye Brasil” é de Menescal e Ricardo. “Como produtor, a ideia foi preservar o suingue característico do violão do Menescal como pilar, e trazer uma informação nova à Bossa Nova, usando órgão Hammond e alguns teclados para dar uma textura mais contemporânea ao trabalho. Menescal deu o mote: fizemos um samba diferente, um sambete”, define Bacelar, que atuou nos dois lados do processo. “É sempre um desafio ser arranjador, músico e também produtor de um projeto, função que requer um olhar mais abrangente. “Nós e o Mar” vem enriquecer o catálogo do selo Jasmim Music, que segue investindo em música brasileira mais sofisticada. Já fizemos releituras de Gilberto Gil em “Andar com Gil” (com Delia Fischer), e agora nos debruçamos sobre a obra do Menescal”, conclui.

Além de estrear nas plataformas digitais, “Nós e o Mar” terá também edição física, em CD.

FICHA TÉCNICA
NÓS E O MAR – ROBERTO MENESCAL, DIOGO MONZO E RICARDO BACELAR

1 – O Barquinho (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal – Voz e violão
Diogo Monzo – Piano elétrico e arranjos
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, percussão
Nelio Costa – Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

2 – Rio (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal – Violão
Diogo Monzo – Piano elétrico
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, percussão, arranjos
Nelio Costa –  Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria e percussão

3 – Você (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal – Violão
Diogo Monzo – Teclados
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, percussão, arranjos
Nelio Costa –  Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

4 – Bye Bye Brasil (Roberto Menescal/Chico Buarque)
Leila Pinheiro – Voz
Roberto Menescal – Violão e arranjos
Diogo Monzo – Teclados
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, percussão, arranjos
Nelio Costa – Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

5 – Nós e o Mar (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal -Violão
Diogo Monzo – Piano e arranjos
Ricardo Bacelar – Órgão Hammond
Nelio Costa – Baixo elétrico
Pantico Rocha – Bateria

6 – Vagamente (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal – Violão
Diogo Monzo – Piano elétrico
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, percussão, arranjos
Nelio Costa – Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

7 – Ah! Se Eu Pudesse (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal -Voz e violão
Diogo Monzo – Piano acústico, arranjos
Ricardo Bacelar – Teclados
Nelio Costa – Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

8 – A Morte de um Deus Sal (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal -Violão
Diogo Monzo – Piano acústico, arranjos
Ricardo Bacelar -Teclados
Nelio Costa -Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

9 – Copacabana de Sempre (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal -Violão
Diogo Monzo –  Piano acústico, arranjos
Ricardo Bacelar – Órgão Hammond, teclados e percussão
Nelio Costa – Baixo elétrico
Pantico Rocha – Bateria

10 – A Volta (Roberto Menescal/Ronaldo Bôscoli)
Roberto Menescal -Violão
Diogo Monzo -Teclados
Ricardo Bacelar – Piano acústico, teclados, arranjos
Nelio Costa – Baixo acústico
Pantico Rocha – Bateria

——————————–———————–

Gravado por  Melk no Jasmin Studio, Fortaleza, Brasil, setembro, 2022
Assistente de gravação – Neto
Mixado no Jasmin Studio por Luiz Orsano
Masterização: Carlos Freitas
Fotos de capa – Leo Costa
Design Gráfico – MZK
Tempo total: 41:52
Produzido por Ricardo Bacelar e Fernanda Quinderé
Jasmin Music, 2023
www.jasminmus.com

Link para fotos e capa do álbum: https://tinyurl.com/27ys3cyx

Link para as plataformas de streaming: https://ffm.to/jasmin_nos_e_o_mar ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui