Municípios de Castelo Branco e Coimbra estiveram na FIN Brasil 2024

Iniciativa, que decorreu dias 3 e 4 de abril, destaca-se por ser “o maior evento empresarial” desse país sul-americano

0
979
Jatyr Ranzolin, CEO da FIN Brasil 2024. Foto: Voa filmes
- Publicidade -

Autoridades e empresários de mais de 46 países, incluindo Portugal, Angola e Moçambique, estiveram presentes na terceira edição da Feira Internacional de Negócios (FIN) Brasil 2024, em Florianópolis, no estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil, entre os dias 3 e 4 de abril. Uma iniciativa que destaca-se por ser “o maior evento empresarial do país”. Um dos objetivos, segundo apurámos, foi “impulsionar oportunidades de negócios entre os países de língua portuguesa e as regiões de Portugal e o mundo”.

Entre os participantes, estavam entidades como a InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro de Portugal, com sede em Castelo Branco, através da participação de Christelle Domingos, diretora executiva; Patrícia Coelho, vereadora na Câmara Municipal de Castelo Branco; Francisco Veiga, vice-presidente da Câmara Municipal de Coimbra, bem como António Albuquerque, diretor do Departamento de Desenvolvimento Económico dessa mesma autarquia portuguesa, além de responsáveis pela Zona Económica Especial Luanda-Bengo, de Angola, entre outros. Carlos Lopes, presidente da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, e João Morgado, escritor e presidente da Casa do Brasil – Terras de Cabral, também marcaram presença.

“Estivemos de braços abertos para receber os nossos irmãos portugueses nesta terceira edição da Feira Internacional de Negócios (FIN) Brasil 2024”, garantiu o presidente da Câmara de Comércio Brasil-Portugal de Santa Catarina, Jatyr Ranzolin, que é também CEO desta iniciativa que reuniu mais de 300 empresas expositoras.

Francisco Veiga, vice-presidente da Câmara Municipal de Coimbra. Foto: Voa filmes

Para Patrícia Coelho, vereadora na Câmara Municipal de Castelo Branco, a presença de uma comitiva do município de Castelo Branco comprova o intuito de se internacionalizar a imagem e as oportunidades do território da região Centro de Portugal, mas, também, divulgar as potencialidades e oportunidades de investimento em Castelo Branco, que tem apostado em inovação e tecnologia.

“A FIN Brasil 2024 é um ambiente propício para negócios e networking, contribuindo para a internacionalização e inovação nos mercados locais e internacionais”, disse Jatyr Ranzolin, que ressaltou ser “importante ter a imprensa internacional conosco, pois, juntos podemos criar conexões culturais maiores entre o Brasil e o público e os empresários internacionais”.

Este empresário confirmou à nossa reportagem que novas edições da FIN Brasil estão já a ser preparadas.

De acordo com fontes, o evento na capital catarinense reuniu mais de 3.500 participantes e “movimentou milhões de reais em negócios que corroboram com a internacionalização do estado de Santa Catarina”.

Christelle Domingos, diretora executiva da InovCluster; Jatyr Ranzolin; e Patrícia Coelho, vereadora na Câmara Municipal de Castelo Branco. Foto: Voa filmes

Jatyr Ranzolin mencionou que as trocas de informações começaram antes mesmo da abertura oficial do certame, a partir da chegada de importantes autoridades no território brasileiro, e explicou que foram realizadas visitas técnicas a empresas do Sul catarinense, à Fiesc (Federação das Indústrias de SC) e à Câmara de Vereadores de Florianópolis.

Bianca Pedroso, representante comercial da China Invest, empresa de consultoria para abertura de negócios entre o Brasil e o país asiático, reforça que os resultados do evento foram positivos, consolidando parcerias encaminhadas em áreas como construção civil, tecnologia, equipamentos hospitalares e brinquedos.

António Albuquerque, diretor do Departamento de Desenvolvimento Económico da Câmara Municipal de Coimbra. Foto: Voa filmes

Recorde-se que a FIN Brasil 2024 foi promovida pela Câmara de Comércio Brasil Portugal de Santa Catarina, em parceria com a Associação dos Jovens Empresários Portugal/China. Teve o apoio também da Federação das Câmaras Portuguesas no Brasil, do Governo de Santa Catarina, da Prefeitura de Florianópolis, da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC). A FIN conta com edições anuais em quatro países de diferentes continentes: Europa (Portugal), América Latina (Brasil), Ásia (China) e África (Angola). ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui