Médico espanhol distinguido na Covilhã pela Academia Portuguesa de Fibromialgia

Profissional é um dos maiores especialistas em cuidados paliativos do mundo

0
88
Evento teve o lançamento da versão em português do livro “Cuidai-me Assim – Decálogo para morrer bem!”, de autoria do homenageado
- Publicidade -

A Academia Portuguesa de Fibromialgia, Síndrome de Sensibilidade Central de Dor Crónica, com sede na Covilhã, empossou um novo académico correspondente. Trata-se do Prof. Doutor Jacinto Bátiz Cantera, especialista em cuidados paliativos. O evento, que decorreu dia 13 de janeiro, no Anfiteatro das Sessões Solenes da Universidade da Beira Interior, na Covilhã, região Centro de Portugal, contou com a presença de autoridades locais e membros da Academia.

Este profissional é codirector da Cátedra de Cuidados Paliativos da Fundação “Pia Aguirreche” e da Universidade Francisco de Vitoria, em Madrid, além de presidente da Secção de Cuidados Paliativos da Academia de Ciências Médicas de Bilbao, diretor do Instituto “Cuidar Melhor” do Hospital San Juan de Dios de Santurce, Espanha, e escritor.

O evento ficou marcado também pela comunicação “Os cuidados paliativos perante a fragilidade e a vulnerabilidade do sofrimento humano”, apresentada por Bátiz Cantera. No âmbito da sua apresentação, o Prof. Doutor Jacinto Bátiz Cantera defendeu que os cuidados paliativos “estão direcionados a pessoas em sofrimento, vulneráveis no seu fim da vida, tantas vezes sós e desamparadas. Não só na oncologia, mas em todo o tipo de doenças”.

O discurso de resposta foi proferido pelo presidente-fundador da referida Academia e professor da Faculdade de Ciências da Saúde da UBI, Prof. Doutor José Luis Arranz Gil, que sublinhou que “o currículo do homenageado é suficientemente rico e esclarecedor sobre as suas competências profissionais e académicas, o que o acredita a figurar como um dos académicos da Academia Portuguesa de Fibromialgia”.

Cuidados e letras

A cerimónia na Covilhã abriu espaço também para a literatura. “Cuidai-me Assim – Decálogo para morrer bem!” é o nome do livro apresentado pelo especialista espanhol durante o evento. A obra foi traduzida do espanhol para o português pelo escritor João Morgado, presidente da Casa do Brasil – Terras de Cabral e responsável também por apresentar a cerimónia no último dia 13 na Covilhã.

A edição em papel foi uma iniciativa da Academia Portuguesa de Fibromialgia. A obra pode ser encontrada gratuitamente no formato digital no link abaixo:

https://www.hospital-sanjuandedios.es/wp-content/uploads/2024/01/CUIDA-ME_ASSIM_portugues.pdf

“Este é um livro sentido e vivido sobre os cuidados paliativos, escrito por um dos maiores especialistas na matéria. Foi um desafio, mas que me deu muito prazer”, frisou João Morgado.

Currículo de destaque internacional

O Prof. Dr. Jacinto Bátiz Cantera é Doutor em Medicina e Cirurgia, médico de família e Mestre em Cuidados Paliativos. Além disso, é especialista em Ética Médica e Deontologia, foi chefe da Unidade de Cuidados Paliativos do Hospital San Juan de Dios de Santurce, no País Basco, de 1993 a 2017. Preside à Secção de Cuidados Paliativos da Academia de Ciências Médicas de Bilbao desde 2002. É responsável pelo grupo de Bioética da SEMG desde 2017, professor convidado na Universidade do País Basco/Euskal Herriko Unibertsitatea, na Universidade de Deusto, na Pontifícia Universidade de Comillas e na Universidade Autónoma de Madrid em cursos de pós-graduação em Cuidados Paliativos.

Atuou como presidente da Comissão de Médicos de Biscaia de 2001 a 2019 e foi membro da Comissão Central de Deontologia da Organização Médica Colegial de Espanha (OMC), de 2004 a 2023.

É defensor dos aspetos éticos em cuidados paliativos e autor de livros, como “Mi vida al final de su vida (2004)”, “Cuidar a las personas en el proceso de morir (2019)”, “Reflexiones desde los cuidados a enfermos de Alzheimer (2020)”, “Mientras llega la muerte (2021)”, “Cuestiones sobre la eutanasia. Principios para cuidar la vida de quien sufre (2021)” y “Bioética y Cuidados Paliativos (2021)”.

Recebeu diversas distinções, como o Prémio Nacional de Reflexões de Opinião de Saúde pelo artigo “Cuidando com Carícias”, publicado no jornal El Correo, em 2009; Prémio Gazte de Modelo Saria, do Ikastola Begoñazpi de Bilbao pelo atendimento integral ao paciente e a sua família para tornar a transição da vida para a morte uma experiência menos traumática, em 2010; foi nomeado pelo Diário Médico como Embaixador Nacional da Medicina Espanhola, em 2018; e recebeu o Prémio Europeu Kate Granger por Cuidado Compassivo, no ano de 2018. ■

 

 

 

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui