Martha Rocha lança livro esta noite no Rio de Janeiro sobre mulheres

A livraria Argumento está localizada na Rua Dias Ferreira, 417, Leblon

0
273
Martha Rocha
- Publicidade -

A luso-brasileira Martha Rocha, que é deputada estadual pelo Rio de Janeiro e ex-chefe da Polícia Civil, vai lançar hoje, dia 6 de junho, o livro “Elas não são Deusas – Histórias da Carceragem Feminina”, a partir das 18h, na Livraria Argumento, no Leblon, Zona Sul carioca, Brasil.

Martha Rocha, primeira e única mulher a comandar a Polícia Civil do Rio de Janeiro, entrevistou dezenas de mulheres presas. O resultado foi uma coleção de “relatos potentes e impactantes transformados em uma obra de ficção”.

“Com muita delicadeza, a história de cada uma das detentas foi permeada por experiências vividas por Martha Rocha em família ou na sua rotina de mais de 30 anos como policial civil. É uma mistura de casos, memórias e fábulas”, contou uma das fontes ligadas à edição da obra.

“Sempre que penso na história dessas mulheres, penso no quanto elas me ajudaram a reorganizar a minha vida, que, naquele momento, estava fora do lugar. Como todas nós, elas só trazem consigo a esperança, sentimento que acompanha todas as mulheres, mesmo nos momentos de maior tristeza e desilusão”, afirmou a ex-delegada, que conta com fortes ligações familiares com Portugal.

“Os meus pais vieram das aldeias Franzilhal e Carlão, no concelho de Alijó, na região de Trás-os-Montes, no Norte de Portugal, que é um país lindo, seguro, de um povo acolhedor e de ótima gastronomia”, explicou esta responsável.

O prefácio da obra foi escrito pela economista Eduarda La Rocque, uma mulher que, assim como a autora, “rompeu barreiras em ambientes profissionais predominantemente masculinos”.

Martha Rocha é formada em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tem especialização em Direitos Humanos na Universidade Cândido Mendes e no Curso Superior de Polícia, ministrado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Também fez pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal pela Universidade Estácio de Sá, como também em Administração Pública pela UERJ e pela Escola de Políticas Públicas e de Governo da UFRJ. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui