Marcelo Rebelo de Sousa visitou Rio e SP e conversou com a comunidade luso-brasileira

Presidente português homenageou Saramago, Gago Coutinho e Sacadura Cabral

0
23
Chefe de Estado luso encontrou-se com o público português, brasileiro e lusodescendente
- Publicidade -

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, realizou uma visita oficial ao Brasil entre os dias 2 e 4 de julho. Esta viagem contou com passagens pelas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou ao Rio de Janeiro na madrugada de sábado, dia 02 de julho, onde foi recebido no aeroporto Antônio Carlos Jobim, no Galeão. O primeiro ponto da agenda deste chefe de Estado português aconteceu durante uma Sessão Comemorativa do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul no 1º Distrito Naval, na Orla Prefeito Luiz Paulo Conde, no Rio de Janeiro, onde foram executados os hinos nacionais dos dois países e onde também decorreu uma intervenção do Comandante do Primeiro Distrito Naval, o Vice-Almirante Eduardo Machado Vasquez.

Presente no evento, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, considerou que Marcelo é
“sempre simpático e educado”. Durante conversa entre estas duas autoridades, Paes disse a Marcelo que “os brasileiros são irmãos de Portugal”.

Ainda no evento, o presidente português discursou e recordou a importância do tema
celebrado. Por fim, houve o descerramento de uma Placa Comemorativa do Centenário da
Travessia Aérea do Atlântico Sul.

Esta iniciativa contou com a presença do ministro da Cultura de Portugal, do Secretário de
Estado dos Negócios Estrangeiros luso, do Prefeito Eduardo Paes, do Embaixador de Portugal em Brasília e da Cônsul-Geral de Portugal no Rio.

Vale ressaltar que Marcelo Rebelo de Sousa fez a viagem até ao Brasil pela TAP AIR Portugal a bordo de uma aeronave de última geração, o A330Neo, que procurou recriar o voo histórico de Gago Coutinho e Sacadura Cabral de 100 anos atrás.

Desta vez, e ao contrário do que aconteceu com a dupla de aviadores há um século, o voo, que durou cerca de oito horas, decorreu sem escalas.

Este voo especial, fruto de uma parceria entre a TAP e a Comissão Aeronáutica para a
Comemoração do Centenário da Travessia Aérea, da Força Aérea e da Marinha, contou com a presença do presidente da República portuguesa, da CEO e do Presidente da TAP, entre outras autoridades portuguesas.

O ponto seguinte da programação ficou marcado pela recepção à comunidade portuguesa no Rio de Janeiro no Palácio São Clemente, residência oficial da cônsul-geral de Portugal no Rio, Gabriela Albergaria. Nomes importantes do cenário social, cultural, diplomático e político estiverem presentes no local, tiraram fotos com o Presidente e ouviram o chefe de Estado português falar sobre a união entre as duas nações.

Ainda no sábado, no final da tarde, Marcelo embarcou para São Paulo, mas não antes de
mergulhar nas águas da famosa praia de Copacabana.

Na maior cidade da América Latina, Marcelo participou na abertura Oficial da 26.ª Bienal
Internacional do Livro de São Paulo, que, este ano, homenageou Portugal.

Durante o seu discurso, Marcelo destacou o legado literário de Saramago, já que celebramos este ano o centenário do nascimento deste escritor, o único português que ganhou o Nobel de Literatura até hoje.

Enquanto país convidado de honra, Portugal levou mais de 20 escritores ao Brasil, promoveu diversas ações, palestras e conversas sobre literatura e as tradições portuguesas. O espaço contou com uma réplica do midiático elétrico, ou bondinho, número 28, que possibilitou um tour virtual pelas ruas de Lisboa.

No dia seguinte, 3 de julho, Marcelo reuniu com o cônsul-geral de Portugal em São Paulo,
Paulo Jorge Nascimento, na sua Residência Oficial.

À tarde, visitou o espaço da Bienal do Livro com passagem pelo Pavilhão de Portugal, pela
exposição “Travessias”, sobre Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Houve tempo também para uma recepção à Comunidade Portuguesa em São Paulo, nas instalações do Consulado-Geral de Portugal em São Paulo, onde Marcelo recebeu o carinho da população portuguesa, luso-brasileira e lusodescendente nesta cidade.

No dia 4 de julho, o presidente da República portuguesa visitou o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e finalizou a sua passagem pelo Brasil,
retornado a Lisboa num voo que saiu de São Paulo e fez escala em Recife.

Já na ausência de Marcelo, que havia retornado a Portugal, um dos pontos altos da Bienal do Livro em São Paulo, que terminou no dia 10 de julho, foi o encontro e a conversa entre o treinador do Palmeiras, o português Abel Ferreira, e Luís Faro Ramos, embaixador de Portugal no Brasil.

A Agência Incomparáveis acompanhou a viagem oficial da autoridade máxima portuguesa ao Brasil num momento em que este país da América do Sul celebra o bicentenário da sua
independência. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui