Lula inicia visita a Portugal com passagens por Lisboa e Matosinhos

Cidades portuguesas irão receber visita oficial de Lula a partir deste sábado, dia 22 de abril

0
10266
Acordos bilaterais e protestos prometem marcar passagem do presidente do Brasil por Portugal
- Publicidade -

Luís Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, iniciou ontem, quinta-feira, dia 20 de abril, viagem oficial a Portugal, nesta que será a sua primeira visita à Europa no âmbito do seu terceiro mandato. Em solo português, este chefe de Estado brasileiro irá cumprir agenda oficial entre os dias 22 e 25 de abril e participará na principal cúpula bilateral entre os dois países, a Cimeira Brasil-Portugal. Estão marcados encontros com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e com o primeiro-ministro, António Costa.

Segundo informações da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República do Brasil, “a viagem faz parte do relançamento das relações diplomáticas do Brasil com os seus principais parceiros, como já foi o caso da visita à China, há dez dias, e aos Estados Unidos, Argentina e Uruguai nesse início de governo”.

A agenda de Lula inclui diversas conversações com autoridades e entidades portuguesas e luso-brasileiras. No sábado (22/4) pela manhã, o presidente Lula será recebido com honras militares pelo presidente de Portugal, irá depositar flores no túmulo do poeta Luís de Camões, no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, Lisboa, durante uma cerimónia oficial de boas-vindas. No início da tarde, haverá um almoço e um encontro restrito com o primeiro-ministro português. Ocorrerá, no Palácio Nacional de Belém, um encontro entre Lula e Marcelo, seguido de uma reunião alargada às respetivas delegações. Posteriormente, os dois presidentes efetuarão declarações à comunicação social. No final do primeiro dia da Visita de Estado a Portugal, o presidente luso oferecerá um jantar em honra do seu homólogo brasileiro, que terá lugar no Palácio Nacional da Ajuda.

Fontes ligadas ao presidente brasileiro confirmaram que Lula antecipou a sua viagem a Portugal para esta quinta-feira. O governo brasileiro confirmou esta antecipação, mas não explicou os motivos. Contudo, estas mesmas fontes garantem que Lula terá agenda privada em Lisboa.

O que está programado?

Alguns acordos bilaterais constam na agenda de Lula em Portugal. No sábado, o presidente Lula participa na reunião plenária da 13ª Cimeira Brasil-Portugal. Previsto para ser realizado anualmente, o evento não ocorre desde novembro de 2016. A preparação para o encontro começou no fim do ano passado, após as eleições presidenciais.

Durante a Cimeira, autoridades dos dois países assinarão acordos bilaterais em diversas áreas. Serão pelo menos 13 documentos, incluindo cooperação entre as agências espaciais do Brasil e de Portugal, entre as agências de cinema dos dois países para a produção audiovisual, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com diversos ministérios de Portugal e para a equivalência de estudos nos níveis fundamental e médio, entre outros.

Na segunda-feira (24/4), o presidente e a sua comitiva irão para a cidade de Matosinhos, na região do Porto, Norte do país, para participar na abertura do Fórum de Negócios Portugal-Brasil, evento organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos do Brasil (Apex-Brasil) e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (Aicep), juntamente com o primeiro-ministro português.

À tarde, após viagem de volta a Lisboa, os presidentes Lula e Marcelo Rebelo de Sousa farão a entrega do prémio Camões ao cantor e compositor brasileiro Chico Buarque.

Já na terça-feira (25/4) pela manhã, Lula será homenageado numa sessão solene da Assembleia da República Portuguesa, data em que Portugal celebra a “Revolução dos Cravos”, feriado nacional. Em seguida, a delegação embarca para Madrid, Espanha, onde cumpre agenda oficial.

Partidos portugueses anunciaram que irão realizar manifestações em protesto pela presença de Lula na Assembleia da República portuguesa.

Relações “positivas”

Recentemente, em entrevista à nossa reportagem, Luis Faro Ramos, embaixador de Portugal no Brasil, salientou que a visita de Lula a Portugal configura-se como de “peso significativo” e que o facto de haver uma Cimeira bilateral, em solo português, é “mais um movimento de aproximação dos dois países”.

“(…) o presidente Lula vai realizar uma visita de Estado ao nosso país. Então, temos duas dimensões concentradas num par de dias. Temos uma visita de estado, que é responsabilidade do nosso presidente da República, e a Cimeira, que é responsabilidade do nosso primeiro ministro. Então, vamos ter, certamente, mais um momento muito importante nas nossas relações. Eu lembro que não havia isso há sete anos, desde 2016. Há muito tempo para recuperar, muita conversa. Mudar a realidade para melhor. Sinto que este ano de 2023 será um ano melhor para o estreitamento das nossas relações. Claro que esta Cimeira normalmente é uma ocasião importante para a levantar pontos de aproximação e para que os mais altos representantes dos dois países conversem, de uma maneira mais aberta, como é a amizade entre Portugal e Brasil”, completou Faro Ramos.

Dados avançados pelo governo brasileiro sublinham que o comércio entre os dois países foi de US$ 5,26 mil milhões em 2022, um aumento de 50,8% em relação ao ano anterior. Portugal é hoje o 17º país que mais importa produtos do Brasil, e o 45º na lista de países que mais exportam para o Brasil.

No ano passado, as exportações brasileiras para Portugal totalizaram US$ 4,27 mil milhões. O país importou US$ 990 milhões em mercadorias portuguesas. Com esses números, o Brasil é o sétimo maior exportador de produtos para Portugal e o segundo maior fora da União Europeia, atrás apenas da China.

O petróleo foi o produto mais vendido para Portugal em 2022, respondendo por 59% do volume total. Produtos agrícolas, como soja, milho e outros, responderam por cerca de 20% do total exportado. Os produtos agrícolas portugueses, especialmente azeite e vinho, responderam por cerca de 45% das importações feitas pelo Brasil. Já o setor de componentes para aeronaves subiu para 13% do total de produtos importados.

Cerca de 252 mil brasileiros residem legalmente em Portugal, de acordo com dados das autoridades portuguesas. Este número não contabiliza os brasileiros com nacionalidade portuguesa ou outra nacionalidade europeia. Segundo estimativas das repartições consulares do Brasil em Portugal, a comunidade brasileira poderia estar entre 275 mil e 300 mil pessoas. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui