Governador do Rio de Janeiro recebido pelo presidente de Portugal

Encontro com Marcelo Rebelo de Sousa aconteceu dia 18 de abril no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa

0
324
Claudio Castro em Lisboa
- Publicidade -

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, foi recebido, no dia 18 de abril, pelo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa. Castro e Rebelo conversaram sobre a relação comercial entre o Estado do Rio e o país europeu. No dia 2 de julho, o presidente e uma comitiva de empresários portugueses visitarão o Rio de Janeiro para conhecer as oportunidades de negócios.

Segundo apurámos, “atualmente, o Estado do Rio de Janeiro é sede de algumas das mais importantes empresas portuguesas, como TAP Portugal, Galp Energia, Millennium BCP (maior banco privado de Portugal), Bluepharma, Grupo Pestana, Hotéis Porto Bay e Vila Galé Hotéis.

Para Castro, o Governo do Rio de Janeiro tem estreitado os laços com Portugal em busca de acordos que beneficiem a população fluminense.

“Tive uma ótima conversa com o presidente de Portugal e o convidei para conferir o novo Estado do Rio de Janeiro, que estamos reconstruindo com a união de esforços dos governos estadual, federal e municipais, além do Legislativo e de instituições privadas parceiras. Organizamos as finanças do governo para criar um ambiente seguro para a ampliação de empreendimentos já existentes e a atração de mais negócios. Hoje, temos de volta a credibilidade e as seguranças jurídica e regulatória”, ressaltou o governador do Rio.

Portugal foi o 23º maior comprador das exportações brasileiras (US$ 2,6 mil milhões) e o 42º maior fornecedor para o Brasil (US$ 847,4 milhões). As exportações fluminenses representam aproximadamente 64% das exportações totais do Brasil para Portugal, com destaque para produtos da cadeia de petróleo.

De acordo com o governador do Rio, a corrente de comércio entre o Estado do Rio e Portugal tem potencial de crescimento, com a expansão dos mercados e a diversificação dos produtos negociados.

“No ano passado, o Rio de Janeiro teve um superávit de US$ 1,6 mil milhões (exportações de US$ 1,6 mil milhões e importações de US$ 50,3 milhões). Este mês, o PIB do Estado do Rio apresentou um aumento de 4,1%. O nível da atividade económica fluminense está retomando o patamar acima do período pré-pandemia da Covid-19. Hoje, o Estado do Rio tem R$ 78 mil milhões de investimentos privados em andamento e esperamos aumentar ainda mais essa carteira de recursos até o fim deste ano”, afirmou o governador.

No dia 19 de abril, o governador do Rio participou no Fórum de Integração Brasil-Europa. Na mesa redonda “Saneamento e Economia Circular”, Castro discutiu os desafios e as conquistas da concessão dos serviços de saneamento ao lado do presidente da Companhia de Águas do Rio (Cedae), Leonardo Soares.  ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui