Funcex Europa quer empresas brasileiras a apostarem também em África

Objetivo foi apresentado durante evento da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Torres Vedras

0
144
Iniciativa reuniu personalidades
- Publicidade -

Portugal é a porta de entrada natural das empresas brasileiras na Europa. Foi com esta convicção que a Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior – FUNCEX, através do seu escritório europeu, participou na conferência “Os Mares que nos unem”, promovida pela Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Torres Vedras, associada da federação Agrimútuo, no âmbito da tradicional Feira de São Pedro, em julho, com o objetivo de concretizar um conjunto de debates sob a designação de Coop-Talks.

Higor Ferro Esteves, diretor geral da Funcex Europa, defendeu, durante a sua comunicação, que a entrada na Europa, por parte das empresas brasileiras, deve servir também para atuar no quadro africano, sobretudo nos países integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“Naturalmente que as grandes empresas brasileiras, mas praticamente apenas estas, já atuam em África, mas existe um vasto conjunto de pequenas e médias empresas brasileiras com potencial e interesse em fazer negócios no continente africano, mas não dispõem de qualquer expertise naquela área do mundo. Então, é nosso entendimento que Portugal e as empresas portuguesas, já com longo historial de presença comercial e de negócios em África, com especial incidência nos países da CPLP, poderão constituir um importante parceiro para as empresas brasileiras naquele continente”, frisou Higor Ferro Esteves.

O evento em Torres Vedras pretendeu destacar, não apenas o papel da Caixa Agrícola como “instituição financeira de referência” no concelho, mas, também, “a sublimação do papel dos diversos agentes económicos e sociais no desenvolvimento do concelho, da região e do país”.

A conferência “Os Mares que nos unem” contou com representantes de entidades e empresas que puderam apresentar a sua visão da comunhão económica e empresarial que cada país que compõe a CPLP poderá aportar para o reforço da cooperação e crescimento económico, empresarial e social nos entornos dos “mares que nos unem”.

Manuel Guerreiro, presidente do Conselho de Administração da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Torres Vedras; Nelma Fernandes, presidente da Confederação Empresarial da CPLP; Júlio Fernandes, vice-presidente da AHRESP; Higor Esteves, diretor geral da Funcex Europa; e António Jorge Costa, administrador do Grupo Visabeira e da Visabeira Moçambique foram alguns dos oradores presentes. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui