Festival literário inédito no Brasil terá a presença de Mia Couto e Conceição Evaristo em agosto

Fliparacatu - Festival Literário Internacional de Paracatu acontece de 23 a 27 de agosto no estado de Minas Gerais

0
626
Escritores Mia Couto e Conceição Evaristo confirmaram presença. Atividades serão gratuitas
- Publicidade -

Entre os dias 23 e 27 de agosto, o Brasil e o mundo vão conhecer um novo festival voltado para a literatura. Trata-se do Festival Literário de Paracatu – Fliparacatu, que vai decorrer, presencialmente, no Centro Histórico de Paracatu, e, digitalmente, no YouTube, Instagram e Facebook em @‌fliparacatu. Com o patrocínio da Kinross, a edição de estreia do Festival Literário Internacional de Paracatu homenageia Conceição Evaristo, Mia Couto e Afonso Arinos (1868-1916). Todas as atividades são gratuitas.

A primeira edição do Fliparacatu está confirmada para acontecer em diversos espaços do centro histórico de Paracatu, um município no estado brasileiro de Minas Gerais. A estreia homenageia grandes nomes da literatura, com Conceição Evaristo, linguista e escritora afro-brasileira, e Mia Couto, escritor moçambicano, que estarão presentes no evento. O Patrono é Afonso Arinos (1868-1916), nascido em Paracatu. O tema “Arte, Literatura e Ancestralidade” já está a se fazer sentir pela cidade com a exposição “Portinari Negro”, em cartaz na Praça da Matriz. A curadoria é partilhada entre Tom Farias, Sérgio Abranches e Afonso Borges.

Segundo apurámos, além das atividades literárias, o Fliparacatu também oferecerá atrações infantis e juvenis, sob a curadoria do escritor e professor Rafael Nolli, lançamentos de livros, espetáculo de dança, oficinas, concertos musicais e uma feira gastronómica, proporcionando uma “experiência cultural completa aos participantes”. Uma grande livraria integra a estrutura do evento.

Cultura, Diversidade e Educação

Mais de 20 escritores estarão presentes no Fliparacatu. Entre eles, estão autores e autoras nacionais, internacionais e de diversas origens sociais, num tom de “diversidade”. Um exemplo de representatividade do Festival: as autoras indígenas Márcia Kambeba e Trudruá Dorrico participam na programação relatando as suas vivências pessoais. Elas apresentarão ao público o contexto por trás dos seus trabalhos, sempre voltados para as suas raízes indígenas nas suas respetivas comunidades.

Até ao momento, estão confirmados os convidados: Adriana Abujamra, Amosse Mucavele, Bianca Santana, Calila das Mercês, Carla Akotirene, Cármen Lúcia, Conceição Evaristo, Danilo Miranda, Eliana Alves Cruz, Eduardo Neves, Itamar Vieira Junior, Jeferson Tenório, João Candido Portinari, José-Manuel Diogo, Jamil Chade, Juliana Monteiro, Kakay, Lívia Sant’anna Vaz, Luana Tolentino, Luiza Romão, Márcia Kambeba, Mia Couto, Marco Haurélio, Matheus Leitão, Míriam Leitão, Nádia Gotlib, Paloma Jorge Amado, Paulliny Tort, Paulo Scott, Rafael Nolli, Renato Noguera, Ricardo Prado, Sérgio Abranches, Simone Paulino, Silvana Gontijo, Socorro Acioli, Taiasmin Ohnmacht, Tino Freitas, Tom Farias e Truduá Dorrico.

Um dos destaques do evento é a exposição inédita “Portinari Negro”, com curadoria de João Candido Portinari, fundador e diretor geral do Projeto Portinari. A exposição exibe 42 telas representativas da obra de Portinari.

Um Prémio de Redação envolvendo todo o sistema educacional da cidade e região, tendo como tema “Arte, Literatura e Ancestralidade”, com inspiração na exposição “Portinari Negro” está em andamento. Crianças e jovens estão a ser incentivados a percorrer a exposição e criar um desenho ou uma redação, em sala de aula, para participar no concurso. Os vencedores serão premiados com dinheiro e os professores dos alunos premiados receberão livros selecionados pela coordenação do Fliparacatu.

“Quando a cultura e a educação encontram-se por meio da arte, os resultados podem ser surpreendentes. Colocar estudantes em contacto direto com as obras de Portinari é proporcionar uma experiência além das salas de aulas, com potencial de impacto significativo na vida estudantil. Estamos muito felizes em proporcionar esta iniciativa”, comentou Ana Cunha, diretora de Relações Governamentais e Responsabilidade Social da Kinross, patrocinadora do evento.

O Festival Literário de Paracatu é patrocinado pela Kinross, via Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Paracatu, da Paróquia de Santo Antônio e do Projeto Portinari.

A programação do festival completa pode ser conhecida em www.fliparacatu.com.br

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui