Feira do Livro de Lisboa recebeu lançamento especial do livro de Ígor Lopes

Obra resulta de dois anos de reflexões do autor e explora a história devocional e social da Romaria da Senhora da Agonia. Apresentação foi organizada pela In-Finita Editorial

0
85
A Feira do Livro de Lisboa deste ano promete ser a maior de sempre, com duas novas praças, horários alargados e um forte compromisso com a acessibilidade para pessoas com necessidades especiais
- Publicidade -

Após uma digressão pela América do Sul para apresentar o seu livro “Festas da Agonia – Viana do Castelo – para brasileiros e lusodescendentes”, o jornalista e escritor Ígor Lopes lançou a obra na Feira do Livro de Lisboa, que decorre de 29 de maio a 16 de junho, com a promessa de atingir a sua capacidade máxima com 350 pavilhões.

O evento foi inaugurado oficialmente no dia 29 de maio, às 20h, e contou com a presença do presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, da ministra da Cultura de Portugal, Dalila Rodrigues, e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas.

A Feira do Livro de Lisboa deste ano promete ser a maior de sempre, com duas novas praças, horários alargados e um forte compromisso com a acessibilidade para pessoas com necessidades especiais.

A 94.ª edição da Feira do Livro de Lisboa (FLL), que irá decorrer no Parque Eduardo VII, vai abrir mais cedo. De segunda a sexta-feira e nas vésperas de feriado, abrirá às 12h00, e aos sábados, domingos e feriados, às 10h00. O encerramento será às 22h00 de segunda a quinta-feira, domingos e feriados, e às 23h00 nas sextas-feiras, sábados e vésperas de feriado.

Com 140 participantes representando 960 editoras, a Feira vai contar com 350 pavilhões, mais dez do que no ano anterior, que atraiu cerca de 895 mil visitantes.

Lançamento Especial de Ígor Lopes

No início do certame, o jornalista e escritor luso-brasileiro Ígor Lopes lançou sobre as “Festas da Agonia”, com o apoio da In-Finita Editorial, um livro rico em fotografias e que retrata o passado e as tradições sobre as festas maiores de Viana do Castelo.

A obra, que resulta de dois anos de reflexões do autor, explora a história devocional e social da Romaria da Senhora da Agonia.

“Foi mais um dia emblemático. Estive na Feira do Livro de Lisboa a apresentar o livro “Festas da Agonia – para brasileiros e luso descendentes”, diante de amigos leitores, e com o apoio da In-Finita Editorial, através da querida Adriana Mayrink. Um final de tarde onde a leitura e a conexão Brasil-Portugal ganharam espaço. Esta foi uma das últimas apresentações de uma obra que já foi esteve em destaque em diversas cidades de Portugal, do Brasil e do Uruguai”, disse Ígor Lopes.

Por seu turno, Adriana Mayrink, da In-Finita Editorial, ressaltou o percurso do escritor e explicou a parceria literária que existe entre a editora que representa e a Agência de notícias Incomparáveis, liderada por Ígor Lopes.

A Feira do Livro de Lisboa, realizada anualmente, tem uma história que remonta a 1906, quando se realizou um mercado de livros na Feira de Agosto, nos terrenos onde agora se encontra a estátua do Marquês de Pombal. Desde então, a feira evoluiu significativamente, tornando-se num evento essencial para a cultura literária de Lisboa e um símbolo da cidade.

Este ano, a feira não só celebra os livros e a literatura, mas também a inovação e a inclusão, prometendo ser um evento inesquecível para todos os visitantes. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui