Faro Ramos recebeu a mais alta condecoração da Marinha brasileira pelas mãos de Lula da Silva

“reconhecimento do estado de excelência" das relações entre Brasil e Portugal

0
541
Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos foi condecorado, em Brasília, com a Ordem do Mérito Naval, Grau "Grande Oficial"
- Publicidade -

O Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, foi homenageado com a Ordem do Mérito Naval, a mais alta condecoração da Marinha do Brasil, numa cerimónia nas instalações do Clube Naval de Brasília, no último dia 12 de julho. Faro Ramos recebeu as insígnias das mãos do presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, que é “Grão-Mestre da Ordem”.

Durante o evento, que contou com a presença do ministro da Defesa do Brasil, José Mucio Monteiro Filho, do ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, além de outras personalidades, o comandante da Marinha brasileira, o Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, referiu que a entrega das insígnias representa “um justo tributo” aos homenageados. Este militar brasileiro aproveitou a oportunidade para abordar a relevância da estratégia e da política nacional na área naval do país e reforçou a importância do trabalho realizado em prol da manutenção da defesa nacional.

Luís Faro Ramos, que foi a primeira autoridade homenageada da noite, considera que esta iniciativa é fruto do “reconhecimento do estado de excelência que atravessa” a relação bilateral entre Brasil e Portugal, sublinhando que as insígnias não são atribuídas ao cidadão Luís Faro Ramos, “mas ao embaixador de Portugal”.

Em entrevista recente à nossa reportagem, este diplomata português, que exerce funções no Brasil desde janeiro de 2020, recordou que “o serviço e a proteção consular são, para mim, prioridades do meu mandato no Brasil”.

Assista ao momento em que Lula da Silva condecora Luís Faro Ramos (Tv Brasil)

Entenda a homenagem a Faro Ramos

A “Ordem do Mérito Naval” recebida por Luís Faro Ramos, no grau “Grande Oficial”, é destinada a personalidades nacionais e estrangeiras, como ministros de Estado, chefes de forças navais, chefes de Estado-maior das forças armadas e oficiais-generais das forças armadas de posto equivalente no mínimo, igual ou superior a vice-almirante.

A Ordem do Mérito Naval é concedida por decreto do Presidente da República do Brasil, após consulta a um conselho composto por diversas autoridades governamentais e militares. O seu portador deverá “zelar pelo bom nome da Ordem; deliberar sobre as propostas que lhe forem apresentadas, normalmente pelo Ministro da Marinha, da Defesa e Presidente da República do Brasil; decidir sobre os assuntos de interesse da Ordem; e resolver sobre as exclusões de personalidades e corporações pertencentes à Ordem.

Foi instituída pelo decreto nº 24.659, de 11 de julho de 1934, por Getúlio Vargas, então Chefe do Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil.

Juntamente com Faro Ramos, foram condecorados ministros do Governo brasileiro, entre outros nomes.

Responsáveis pelo protocolo do evento, destacaram que Faro Ramos “estudou em escola militar em Lisboa” e que o Embaixador é “filho de militar”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui