Exportações do Brasil para Portugal crescem 70%

Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil divulga dados de exportações e importações entre Brasil e Portugal

0
158
Observatório de Negócios Internacionais da Federação aponta um crescimento de mais de 70% nas exportações para Portugal em comparação a 2021
- Publicidade -

Dados do Observatório de Negócios Internacionais da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil (FCPCB), aos quais a nossa reportagem teve acesso, mostram que o total de exportações do Brasil para Portugal em janeiro e fevereiro de 2022 foi de US$ 542,156 milhões, “o que significa um crescimento de cerca de 75% em relação ao mesmo período do ano passado”.

Esse mesmo levantamento aponta que o Rio de Janeiro “foi o estado que mais exportou para o país europeu, totalizando cerca de US$ 420 milhões nos dois primeiros meses do ano, um aumento de 87% em comparação ao primeiro bimestre de 2021”.
Arlindo Varela, conselheiro da Câmara Portuguesa de Indústria e Comércio do Rio de Janeiro, ressalta que a alta se deve à exportação do petróleo.
“É o petróleo que prevalece na balança comercial. Nós exportamos pelos portos do Rio de Janeiro e pelo porto de Santos, mas é aqui na Bacia de Campos que ele mais predomina, pois tem o maior destaque em termos de produção. Para nós, da Câmara, esse resultado é muito relevante, pois valoriza ainda mais o Rio de Janeiro”, defendeu Varela.
Segundo apurámos, os cinco produtos que mais contribuíram para o crescimento nas exportações para Portugal foram os combustíveis, ferro e aço, madeira, carvão vegetal e obras de madeira, arroz e estanho.

Em relação às importações, o Observatório de Negócios indica os estados que mais compraram de Portugal. O primeiro da lista é São Paulo com um total de US$ 42 milhões, seguido de Santa Catarina (US$ 34 milhões), Rio de Janeiro (US$ 5 milhões), Rio Grande do Sul (US$ 5 milhões) e Pernambuco (US$ 4 milhões).

“A missão da Federação é apoiar as 18 Câmaras de Comércio Portuguesas no Brasil e, deste modo, servir às relações luso-brasileiras, praticando, sobretudo, uma ação de auxiliar as Câmaras na afirmação do seu papel na diplomacia económica. Acredito que estamos cumprindo essa missão de abrir portas para firmar cada vez mais parcerias. O Observatório de Negócios é uma ferramenta muito importante para nós para sinalizar aos empresários e investidores as oportunidades de negócios”, destacou Armando Abreu, presidente da FCPCB.

Recorde-se que o Observatório de Negócios Internacionais foi criado com o objetivo de “proporcionar, de forma mais fácil, didática e precisa, a análise sobre as exportações e importações de qualquer cidade, estado ou país. A ferramenta foi desenvolvida pela Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil – FCPCB, em parceria com a Câmara Brasil Portugal no Ceará – CBPCE e com o apoio da APSV Advogados. Os dados divulgados pelo Observatório são da plataforma BI (Business Inteligence), que compila as informações divulgadas pelo Ministério da Economia do Brasil desde 1997 e faz as comparações de acordo com o filtro desejado, pois contém detalhes das relações comerciais com Portugal, inclusive com informações do comércio exterior de todos os estados brasileiros onde há Câmaras luso-brasileiras. A ferramenta possibilita também analisar o comércio-corrente entre um determinado estado e os países com os quais ele tem relações de comércio”.  ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui