Evento em Coimbra terá a língua portuguesa como ponto central neste domingo

Iniciativa será liderada pela Associação Portugal Brasil 200 anos (APBRA) e Câmara Municipal de Coimbra

0
383
José Manuel Diogo, presidente da Associação Portugal Brasil 200 anos (APBRA)
- Publicidade -

A Associação Portugal Brasil 200 anos (APBRA) e a Câmara Municipal de Coimbra anunciaram a sua programação para celebrar o Dia Mundial da Língua Portuguesa, que ocorrerá neste domingo, dia 5 de maio, data que coincide com a celebração do dia da mãe em Portugal. Uma iniciativa que terá lugar na Casa da Cidadania da Língua, em Coimbra, Portugal, das 10h às 19h, com diversas atividades.

O dia começa às 10h com o lançamento do programa “Empreender no Feminino”, realizado em parceria com o Clube de Mulheres de Negócios da CPLP. Este programa visa “capacitar mulheres migrantes, proporcionando-lhes ferramentas para que possam prosperar no mundo do empreendedorismo, reforçando o compromisso com a equidade e o desenvolvimento social”. Esta será a primeira realização da Comissão Mulheres Lusófonas em Diáspora da Associação Portugal Brasil 200 anos coordenada por Rijarda Aristóteles.

Às 11h, a escritora Socorro Accioli apresentará a palestra “Oração para Desaparecer: percurso Brasil-Portugal”, onde discutirá o poder transformador da língua na literatura e além. Esta apresentação visa “refletir sobre como as palavras moldam as nossas experiências e perceções”.

Após um almoço livre, às 15h, será apresentada a programação da Casa da Cidadania da Língua numa mesa redonda com curadores, que explorarão o tema da preservação e inovação linguística, seguida de um momento de poesia. A apresentação é também uma conversa da série “Gente de cá de de lá”, na qual estarão o presidente da APBRA, José Manuel Diogo, Maria Bochicchio, do Centro interuniversitário de estudos camonianos da Universidade de Coimbra, e o artista visual João Francisco Vilhena, além do animador cultural Carlos Castela.

Pelas 17h será inaugurada a exposição “Todos os Voos da Palavra”, pelo artista plástico João Murillo. A exposição será acompanhada por uma performance do grupo de teatro TENTART, que promete trazer as obras de arte à vida com a sua interpretação criativa.
Segundo os seus organizadores, o evento “enfatiza a riqueza cultural da língua portuguesa e o seu papel na sociedade contemporânea, destacando iniciativas de inclusão e desenvolvimento com especial destaque para o relevante papel das mulheres em todas as transformações sociais”.

Recorde-se que a Casa da Cidadania da Língua é um centro dedicado ao conhecimento e à promoção da língua portuguesa como um vetor de inclusão social e desenvolvimento cultural. Através de programas educativos, exposições e eventos culturais, a Casa busca celebrar e preservar a rica herança linguística que une as comunidades de língua portuguesa ao redor do mundo. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui