ETIAS – Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem começa a valer em 2025

Novo requisito de viagem para cidadãos de países isentos de visto visa “aumentar a segurança e facilitar a entrada na Europa”

0
97
"É essencial que os turistas estejam bem informados para evitar fraudes e golpes", destacou especialista
- Publicidade -

A partir de 2025, cidadãos de diversos países que atualmente não precisam de visto para entrar na Europa terão de preencher um novo formulário vinculado ao passaporte. Trata-se do Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (ETIAS) que entrará em vigor, adicionando uma camada extra de segurança e facilitando o processo de entrada para turistas.

Patrícia Valentim, diretora executiva da CV Assessoria Internacional, alerta que o ETIAS visa “aumentar a segurança enquanto agiliza a entrada dos viajantes”.

“É essencial que os turistas estejam bem informados para evitar fraudes e golpes”, destacou.

Até ao momento, o ETIAS não está em operação e nenhum pedido foi recolhido. O formulário estará disponível exclusivamente no site oficial assim que o sistema for lançado.

Esta especialista ressalta a importância de evitar sites fraudulentos que utilizam o logótipo da União Europeia para recolher dados pessoais. A inscrição oficial no ETIAS custará apenas 7 (sete) euros e o documento será vinculado ao passaporte do viajante, com validade de até três anos ou até que o passaporte fique caducado, vale o que ocorrer primeiro.

Segundo apurámos, com a autorização de viagem ETIAS, será possível entrar e permanecer nos países europeus por até 90 dias em qualquer período de 180 dias. No entanto, a autorização não garante automaticamente a entrada no território, pois as autoridades de fronteira verificarão se todas as condições de entrada são cumpridas.

O processamento da maioria das solicitações será rápido, levando apenas alguns minutos, embora em casos específicos possa demorar até 30 dias. Após a aprovação, é crucial verificar se todas as informações no documento ETIAS estão correctas para evitar problemas na fronteira. “Verifique se o seu passaporte é válido por pelo menos três meses após a data prevista de partida da Europa e solicite a autorização com antecedência”, conclui Valentim. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui