Especialista defende “potencialidades” da acupuntura no tratamento de doenças e controlo de sintomas

0
422
Sofia Lourenço, responsável pela Clinibeira, em Castelo Branco, Portugal
- Publicidade -

A Acupuntura é uma prática terapêutica milenar originária da China que tem vindo a ganhar crescente popularidade em Portugal e em todo o mundo. Esta técnica consiste na aplicação de agulhas finas e esterilizadas em pontos específicos do corpo, com o objetivo de equilibrar a energia vital, também conhecida como “Qi”.

Segundo Sofia Lourenço, responsável pela Clinibeira, em Castelo Branco, Portugal, e especialista em tratamentos com a utilização da técnica da acupuntura, “ao longo dos anos, a acupuntura tem demonstrado diversos benefícios para a saúde física e emocional, tornando-se numa opção complementar ou até mesmo alternativa aos tratamentos médicos convencionais. Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a eficácia da acupuntura no tratamento de várias condições de saúde”.

Esta responsável lista alguns dos benefícios da acupuntura:

Alívio da dor: A Acupuntura é especialmente conhecida por ser eficaz no alívio da dor, seja ela crónica ou aguda. A estimulação dos pontos de Acupuntura libera endorfinas, que são analgésicos naturais do corpo, reduzindo a sensação de dor;

Redução do stress e ansiedade: Através da liberação de hormónios como a serotonina e a dopamina, a acupuntura ajuda a reduzir o stress e a ansiedade, promovendo uma sensação de relaxamento e bem-estar;

Melhoria do sono: A acupuntura pode ajudar a regular o ciclo do sono, favorecendo um descanso mais profundo e reparador;

Fortalecimento do sistema imunitário: Ao equilibrar a energia do corpo, a acupuntura fortalece o sistema imunitário, tornando-o mais resistente a doenças e infeções;

Promoção da fertilidade: A acupuntura tem sido utilizada como coadjuvante em tratamentos de fertilidade, ajudando a regular os ciclos menstruais e aumentando as chances de conceção;

Alívio de enxaquecas e dores de cabeça: A acupuntura pode ser uma opção eficaz para reduzir a frequência e a intensidade das enxaquecas e dores de cabeça;

Apoio no tratamento de vícios e dependências: A acupuntura tem sido usada como parte de programas de tratamento para ajudar na superação de vícios, como tabagismo e consumo de álcool ou drogas;

É importante destacar que a acupuntura deve ser praticada por profissionais qualificados e devidamente credenciados, uma vez que o conhecimento da anatomia e da fisiologia do corpo é essencial para a aplicação correta da técnica.

“A acupuntura é uma terapia complementar segura e eficaz, capaz de proporcionar uma melhoria significativa na qualidade de vida das pessoas, contribuindo para o equilíbrio físico, emocional e energético do organismo. Os seus benefícios vão além do tratamento de sintomas, alcançando uma abordagem holística e integrativa para a promoção da saúde e do bem-estar geral”, frisou Sofia Lourenço, que oferece esta e outras terapias de saúde e bem-estar na Clinibeira.

Nas últimas semanas, esta empresária participou na apresentação pública da Academia Portuguesa de Fibromialgia, Síndrome da Sensibilidade Central e Dor Crónica, na Covilhã, Centro de Portugal, uma entidade liderada pelo Prof. Dr. José Luis Arranz Gil, que é médico de origem espanhola, mais precisamente Basco, atua como diretor fundador da Unidade de Fibromialgia, Síndrome de Sensibilidade Central e Dor Crónica na Mutualista Covilhanense e é professor da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (UBI), também na Covilhã.

Para Sofia Lourenço, é importante estar atenta à evolução dos estudos no tratamento da Fibromialgia, pois a acupuntura tem ganhado espaço relevante como terapia no tratamento desta enfermidade, que, segundo a Academia Portuguesa de Fibromialgia, tem caráter neurológico. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui