Especialista alerta brasileiros com residência legal para benefícios ampliados do Cartão de Saúde Europeu

CESD é disponibilizado gratuitamente para cidadãos segurados ou abrangidos por regimes de proteção social nos 27 Estados-Membros da União Europeia, assim como na Islândia, Listenstaine, Noruega, Suíça e Reino Unido

0
68
Patrícia Valentim ressalta que, embora o CESD ofereça uma cobertura extensa, ele não substitui um seguro de viagem e não cobre tratamentos médicos planeados fora do país de origem (Imagem criada com recurso à IA)
- Publicidade -

A especialista em mercados financeiro, administrativo e de gestão de negócios, Patrícia Valentim, apontou os benefícios de os imigrantes, incluindo brasileiros com residência legal, terem o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), para poderem utilizar o sistema de saúde pública sem distinção ao nível europeu.

Uma das grandes vantagens de ser cidadão português é o acesso ao sistema público de saúde, que figura entre os melhores do mundo. Além disso, os cidadãos podem contar com o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), uma ferramenta crucial que amplia a rede de atendimento médico público para além das fronteiras nacionais.

O CESD é disponibilizado gratuitamente para cidadãos segurados ou abrangidos por regimes de proteção social nos 27 Estados-Membros da União Europeia, assim como na Islândia, Listenstaine, Noruega, Suíça e Reino Unido. De acordo com Patrícia Valentim, administradora de empresas e diretora executiva da CV Assessoria Internacional, o cartão garante assistência médica necessária durante estadias temporárias em qualquer um desses países.

“O CESD foi desenvolvido para simplificar o acesso ao suporte médico durante viagens, garantindo que os segurados possam obter os tratamentos necessários sem precisar voltar prematuramente ao seu país de origem”, destacou Patrícia.

Benefícios e Limitações do CESD

Este cartão permite que os titulares sejam identificados e que a instituição financeira responsável pelos custos de saúde seja reconhecida de maneira eficiente. O atendimento é prestado nas mesmas condições aplicáveis aos beneficiários do sistema de Segurança Social do país onde o tratamento é realizado, podendo incluir cobranças de taxas moderadoras ou comparticipações não reembolsáveis.

Patrícia Valentim ressalta que, embora o CESD ofereça uma cobertura extensa, ele não substitui um seguro de viagem e não cobre tratamentos médicos planeados fora do país de origem.

“O CESD não se aplica a cuidados de saúde no sistema privado e não cobre despesas como repatriamento ou indenizações por bens perdidos ou roubados. No entanto, pode ser utilizado em unidades de saúde privadas que integrem o sistema de segurança social do Estado-Membro e aceitem o CESD”, explicou.

Sistema de Saúde em Portugal

Portugal é reconhecido pelo seu sistema de saúde pública eficiente, atendendo aproximadamente 38 milhões de pacientes anualmente em estabelecimentos públicos ou conveniados. Este serviço de alta capacidade é prioritário para a maioria dos cidadãos, incluindo imigrantes legais, que confiam e dependem do sistema público mais do que de planos privados.

A extensão dos benefícios do CESD reforça o compromisso de Portugal em assegurar cuidados de saúde abrangentes e de qualidade para seus cidadãos, mesmo quando estão fora do país. Este é um direito garantido no espaço da União Europeia e países associados, facilitando a vida de quem precisa de atendimento médico durante viagens.

Patrícia Valentim é Administradora de Empresas com MBA em Marketing pela FGV/SP e possui vasta experiência de mais de 25 anos nos mercados financeiro, administrativo e de gestão de negócios. Atuou em empresas renomadas como o Grupo Pão de Açúcar, Carrefour e a joint venture da Mastercard e Vivo, a MFS – Mobile Financial Services. Atualmente, é fundadora e diretora executiva da CV Assessoria Internacional, especializada em imigração, nacionalidade e negócios internacionais.

Com o CESD, os cidadãos portugueses têm a tranquilidade de saber que podem contar com suporte médico adequado em vários países, refletindo o compromisso europeu com a saúde e bem-estar de sua população. ■ 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui