Escritora portuguesa é destaque em festival literário internacional no Brasil

2º Flitabira presta homenagem a Carlos Drummond de Andrade

0
786
Flitabira tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale e o apoio da prefeitura de Itabira e da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA)
- Publicidade -

Entre os dias 31 de outubro e 6 de novembro, acontece, no formato presencial e digital, a
segunda edição do Festival Literário Internacional de Itabira (Flitabira), município localizado no interior do estado brasileiro de Minas Gerais. Este evento, que conta com uma programação extensa com debates, concertos e shows, gastronomia, lançamentos de livros e exposições, terá a participação da escritora portuguesa Rute Simões Ribeiro.

O segundo Flitabira, que tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale e o apoio da prefeitura de Itabira e da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), vai celebrar, em 2022, os 120 anos de Carlos Drummond de Andrade, um dos mais importantes nomes da literatura brasileira. Toda a programação acontecerá em formato presencial, numa imensa montagem na Praça do Centenário, e digital, podendo ser acompanhada pelas redes sociais: YouTube, Instagram e Facebook do Flitabira, bem como pelo site: https://flitabira.com.br/

Segundo Afonso Borges, ativista cultural e presidente do Flitabira, “a festa da leitura do
Flitabira vai se materializar em diversos campos da arte e do conhecimento, em diversos
formatos e camadas, em lives ou diretos – em direto e pré-gravadas – em debates presenciais, nas salas de aula, nas praças, nos parques, nas escolas – da educação básica às universidades –, em museus, galerias e na periferia da cidade. Tudo em busca da inovação e tendo a criatividade como inspiração, fatores que caracterizam os festivais e eventos promovidos pela Associação Cultural Sempre um Papo, gestora também do Fliaraxá, que entra, em 2023, na sua 11ª edição, e do próprio “Sempre um Papo” no seu 36.º ano de vida”.

O Festival teve início, segundo apurámos, “justamente na data em que nasceu o poeta
itabirano Carlos Drummond de Andrade – 31 de outubro, segunda-feira – e segue até o dia 6 de novembro, domingo, na rua da “Casa de Drummond”, onde será montada uma imensa
livraria, uma área de gastronomia e um palco onde vão se alternar atrações do Vijazz Blues
Festival, que vai acontecer paralelamente ao Festival”. Além disso, haverá exposições,
lançamentos de livros, autógrafos, debates, apresentações teatrais e musicais, contação de
histórias, entre muitas outras atividades. O segundo Flitabira conta com a curadoria do
também jornalista Afonso Borges, dos escritores Antônio Carlos Secchin, Tom Farias e do
artista visual Pedro Drummond. A curadoria local foi feita por Sandra Duarte e Rafael de Sá.

Inovação em prol da cultura

A programação do Flitabira, que vai acontecer em diversas camadas, tem como palco principal a Arena Newton Baiandeira, uma forma de homenagear o cantor e compositor itabirano, falecido em 2011.

A escritora Rute Simões Ribeiro, uma das revelações da nova prosa portuguesa, realiza o
lançamento nacional do seu livro “A breve história da menina eterna” (Editora Nós), no dia 5 de novembro, às 21 horas.

Rute Ribeiro nasceu em 17 de novembro de 1977 em Coimbra e vive em Lisboa. Licenciou-se, “por convicção”, em direito e doutorou-se, “por acidente”, em política e gestão da saúde. Entre estes dois pontos, registou uma série de eventos pessoais e profissionais
“irrelacionáveis”, a não ser pela lição de conjunto, ainda em estudo. Entre eles, “gosto de
saber que, antes de me ter distraído, ajudei a fundar a secção de direitos humanos da Associação Académica de Coimbra e de ter podido trabalhar com jovens privados de
crescimento em liberdade ao abrigo de uma tutela educativa”.

“Escrevo. Comecei a fazê-lo poucos meses depois de saber usar a palavra escrita. Não tenho como explicar o que terá acontecido, entretanto, mas só quase 30 anos passados soube reconhecer o que acontece quando escrevo. Sou plena, nada mais em falta. Até então, tinha-me deixado afinal distrair pelo que nunca teria sido suficiente. Estive possivelmente suspensa. Permanecia em transição. Julgo estar prestes a chegar onde só agora poderia ter chegado”, sublinhou Rute Simões Ribeiro.

De Portugal virá também o fotógrafo Adriano Fagundes, brasileiro radicado em Lisboa, para a inauguração da exposição baseada no livro “Vasto mundo”.

Na camada Digital do Festival, os curadores Tom Farias e Antônio Carlos Secchin montaram 12 painéis com dois convidados cada um, abordando tanto os aspetos genéricos quanto
académicos da obra do Poeta. É o Ciclo de Debates “12 x 120”, com exibição de três lives por dia, entre 3 e 6 de novembro, em transmissão pelo Youtube do Flitabira e do CPF Sesc.

Foram convidados para este conjunto de lives os escritores Adriano Espínola, Antônio Torres, Arnaldo Saraiva, Catita, Edimilson de Almeida Pereira, Edmilson Caminha, Elisa Lucinda, Elisa Pereira, Emmanuel Santiago, Eucanaã Ferraz, Felipe Fortuna, Flávia Amparo, Gilberto Araújo, Gilberto Mendonça Teles, José Miguel Wisnik, Marcelo Torres, Miguel Sanches Neto, Míriam Alves, Paulo Scott, Paulo Vicente Cruz, Pedro Drummond, Ricardo Vieira Lima, Salgado Maranhão e Sérgio Alcides.

Segunda edição recheada de novidades

De acordo com fontes ligadas à organização, em 2022, o Flitabira conta ainda com algumas
novidades em relação à edição anterior, que visam “deixar um legado significativo na
educação da cidade”. Uma delas é a parceria com a Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itabira –, que realiza para os seus alunos uma oficina gratuita de produção e gestão cultural de cinco dias, na semana que antecede o Festival.

Os participantes da Oficina poderão estagiar na produção do 2. ° Flitabira durante os dias em que ocorre o evento. Também como fruto desta parceria, o Sempre um Papo Itabira realiza, no campus da universidade, uma conversa de acesso gratuito com o ator Thiago Lacerda, no dia 4 de novembro.

Outro destaque da programação do Festival é o 2.º Prémio de Redação e Desenho Carlos
Drummond de Andrade, que contempla crianças e jovens das redes pública e privada de
Itabira. Neste ano, o concurso, que tem como tema “120 Anos de Drummond – Chão de
Poesia”, inova ao incluir crianças do ensino infantil, que podem participar com desenhos. Além disso, os professores dos alunos vencedores também serão premiados.

Festival de renome

O Flitabira foi criado pelo jornalista Afonso Borges, que é também o idealizador do Festival
Literário de Araxá (Fliaraxá) e do Sempre um Papo. Na sua primeira edição, que ocorreu entre 27 e 31 de outubro de 2021, o Festival alcançou um público presencial de cerca dez 10 mil pessoas e teve mais de 580 mil impressões nas suas redes sociais. ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui