Escritor João Morgado “surpreende” o Brasil com o seu “Cabral” desconhecido

Autor português foi reconhecido pela Academia Luso-Brasileira de Letras e encontrou-se com a ministra da Cultura daquele país sul-americano

0
236
Autoridades locais e portuguesas homenagearam João Morgado pelo percurso desde a Covilhã para o mundo
- Publicidade -

Uma surpresa literária atravessou oceanos quando o escritor português, João Morgado, desembarcou no Brasil para uma série de palestras sobre “o mais conhecido e o mais desconhecido dos portugueses”. Uma viagem para promover o seu mais recente romance, “Cabral – O Desconhecido”, editado pela Clube de Autores (clubedeautores.com.br/livro/cabral). 

O autor português esteve presente na Academia Brasileira de Letras numa noite histórica, em que foi empossado o primeiro académico indígena, o ambientalista, filósofo e poeta Ailton Krenak, e teve um encontro com a ministra da Cultura do Brasil, Margareth Menezes.

Aclamado pela sua prosa envolvente, e rica em pormenores e factos históricos, João Morgado empreendeu uma viagem literária pelo Brasil, com início no Rio de Janeiro, onde foi recebido como académico correspondente na Academia Luso-Brasileira de Letras e realizou uma palestra no Consulado Geral de Portugal no Rio de Janeiro, no Palácio de São Clemente, com a presença da Cônsul-Geral de Portugal no Rio de Janeiro, embaixadora Gabriela de Albergaria, do deputado eleito pela emigração pelo círculo de fora da Europa, Flávio Martins, da vereadora portuguesa na prefeitura do Rio de Janeiro, Teresa Bergher, além de dirigentes associativos e muitas pessoas ligadas à cultura portuguesa, como, por exemplo, a grande fadista Maria Alcina.

Em São Paulo foi recebido na Casa de Portugal, para um almoço com a comunidade portuguesa e uma palestra nas instalações da Biblioteca Fernando Pessoa. No Sul do país, foi recebido em Canoas pelos membros da Câmara de Indústria e Comércio e Serviços durante um Café da Manhã & Conhecimento, com empresários e entidades locais, entre as quais o Prefeito da cidade e Filipa Mendonça, titular do Vice-Consulado de Portugal em Porto Alegre.

Em Florianópolis foi recebido no Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, do qual é académico correspondente e marcou presença na FIN – Feira Internacional de Negócios, para um encontro de “negócios & cultura”.

De regresso ao Rio de Janeiro, apresentou a sua obra nas associações da comunidade portuguesa, Orfeão Português e Casa do Minho, que o nomeou Sócio Honorário. 

Esteve ainda três dias no Uruguai, a convite da Casa de Portugal, onde apresentou a obra em Montevideo e Punta del Este.

O destaque destes eventos foi a apresentação de “Cabral – O Desconhecido”, uma obra que mergulha nos mistérios e na riqueza da história de Pedro Álvares Cabral, navegador e figura histórica de relevância ímpar entre Portugal e Brasil. Uma personagem que, segundo o autor, “não se chamava Cabral nem era navegador, antes um embaixador letrado e humanista!”.

A viagem de João Morgado e a divulgação de “Cabral” não apenas enriqueceram o cenário literário brasileiro, mas também contribuíram para o reforço dos laços culturais entre Portugal e o Brasil. Além disso, o reconhecimento do autor pela renomada Academia Luso-Brasileira de Letras, que o acolheu como académico, é testemunho de sua contribuição excepcional para a literatura e para o diálogo intercultural.

Fruto de uma longa investigação, “Cabral – O Desconhecido” não é apenas um romance biográfico; é uma jornada emocionante pelo passado, repleta de descobertas fascinantes e contributos profundos sobre um dos personagens mais icónicos da história luso-brasileira. A capacidade de João Morgado em humanizar Cabral e explorar a sua vida antes e depois de 1500, situando-o na sua rivalidade com Vasco da Gama e no contexto socioeconómico da época, marca o seu trabalho diferenciador como escritor e investigador. 

Convidamos todos os entusiastas da literatura e da história a mergulharem nas páginas de “Cabral – O Desconhecido” e a explorarem as profundezas da história luso-brasileira. Para mais informações sobre o autor e futuros eventos, visite o website oficial:  www.joaomorgado.net

“Foi uma viagem rica em contactos culturais, com palestras em várias cidades do Brasil, que deverão continuar numa próxima visita a este país. Um contacto com as instituições portuguesas, mas não só, há cada vez mais a atenção dos meios literários brasileiros o que muito me apraz”, avança João Morgado.

“Tive a oportunidade de falar com a Senhora Ministra da Cultura, o que foi uma honra. Mas também falei para meio económicos e empresariais em Macaé, Canoas e Florianópolis. Ou seja, a atenção sobre Cabral extravasa a Cultura, é uma personagem que chama a atenção transversal da sociedade portuguesa e brasileira. Não se compreende como uma obra desta não foi publicada antes. Por mim estou feliz por ter contribuído para o reconhecimento de um Cabral humanista, na transição do medieval para o renascimento, e a quem devemos o elo original entre Portugal e Brasil”, finaliza o autor.

“CABRAL – O DESCONHECIDO”

A obra em destaque é uma edição brasileira do original “Vera Cruz“, e que recebeu a “Medalha do Mérito Literário da Ordem Internacional do Mérito do Descobridor do Brasil, Pedro Álvares Cabral”, em 2017. “CABRAL” é um romance biográfico que mergulha na vida do navegador que oficializou as terras do atual Brasil para a coroa portuguesa. O livro é resultado de uma extensa pesquisa sobre essa figura histórica tão significativa.

A Editora Clube de Autores apresenta a obra “CABRAL”, no Brasil. O autor questiona, “o que conhece de Pedro Álvares Cabral, antes e depois de 1500?” A obra apresenta aspectos pouco conhecidos da vida do navegador, como a sua rivalidade com Vasco da Gama, as suas batalhas nos desertos de África, a liderança e humanismo em Terras de Vera Cruz em contraste com o seu perfil bélico que levou à destruição de uma cidade nas Índias, e ainda o arrependimento dos feitos ao virar as costas ao rei.

João Morgado, além de escritor, é presidente da Casa do Brasil – Terras de Cabral, em Belmonte, Portugal. O seu trabalho de investigação sobre Pedro Álvares Cabral tem sido amplamente reconhecido, sendo agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Cívico e Cultural pela República Federativa do Brasil. O autor também recebeu o Troféu “Cristo Redentor” da Academia de Letras e Artes de Paranapuã, no Rio de Janeiro, em reconhecimento ao seu empenho na promoção da rica cultura luso-brasileira. A sua participação em instituições como o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina e a Academia de Filosofia e Ciências Humanísticas Lucentina demonstra o seu compromisso com a preservação e divulgação da história e cultura. 

João Morgado recebeu os seguintes prémios literários:

Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca 2020 :: Prémio Literário Ferreira de Castro 2019 :: Prémio “Medalha do Mérito Literário da Ordem Internacional do Mérito do Descobridor do Brasil, Pedro Álvares Cabral”, 2017 :: Prémio Literário António Gaspar Serrano, 2016 :: Prémio Nacional de Literatura LIONS 2015 :: Prémio Literário de Poesia Arandis – Manuel Neto dos Santos, 2015 :: Prémio Literário Fundação Dr. Luís Rainha Correntes d’ Escritas, 2015 :: Prémio Literário António Alçada Baptista 2014 :: Prémio Literário Virgílio Ferreira 2012. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui