Empresário João Pina distinguido na Guarda

“Honra ao Mérito de Responsabilidade Social”

0
427
Diploma entregue na Guarda
- Publicidade -

A cidade da Guarda, Portugal, foi o cenário da cerimónia de entrega da distinção de “Honra ao Mérito de Responsabilidade Social” ao empresário lusodescendente João Pina, presidente da “Fundação Nova Era Jean Pina”, que atua no ramo social. Esta iniciativa, que decorreu no último dia 2 de dezembro, contou com a presença de várias entidades locais, como os presidentes das autarquias da Guarda, Sérgio Costa; de Almeida, António Monteiro Machado; e de vereadoras de municípios com as quais a Fundação possui acordos de parceria, além do presidente da Assembleia e da Junta de Freguesia da Guarda, entre muitas outras entidades locais e de outras zonas do país, como o Capitão António Manuel Fernandes, presidente da Delegação de Fafe da Cruz Vermelha Portuguesa; o diretor do Estabelecimento Prisional da Guarda, o vice-presidente da Associação Cultural e de Solidariedade Social de Regadas (ACSSR) e de amigos pessoais do homenageado.

Numa noite também dedicada a recordar as ações da Fundação ao longo de 2023, a distinção foi entregue por Ígor Lopes, embaixador em Portugal da Academia de Filosofia e Ciências Humanísticas Lucentina (AFCHL), que referiu que João Pina é um “claro merecedor de tal distinção pelos méritos reconhecidos na área social, pela forma de estar para com quem mais precisa, pela Fundação que constituiu em 2019”.

“Com esta distinção, João Pina faz “agora parte de uma lista de benfeitores agraciados pela referida Academia, entidade que é signatária do Pacto Global das Nações Unidas”, referiu o Embaixador, que, durante o ato de homenagem, contou com a participação do presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, para fazer chegar às mãos de João Pina o diploma da Academia.

Na opinião do autarca da Guarda, “João Pina não esquece as suas raízes e está sempre pronto para apoiar famílias, instituições e abraçar causas sociais”.

Emocionado, João Pina afirmou que “receber esta distinção é para mim, para todos os que acompanham o trabalho da Fundação, uma honra, algo que só é possível pelo enorme apoio coletivo e individual que a Fundação Nova Era Jean Pina tem recebido de muitos seres humanos que fazem com que “juntos cheguemos sempre mais longe”.

Entidade de renome

Esta homenagem a João Pina foi atribuída pela Academia de Filosofia e Ciências Humanísticas Lucentina (AFCHL), fundada a 12 de dezembro de 2013 por D. Cláudio Magnus Augustus de Saxe Altenburg Bragança de Lucena, presidente da entidade, jornalista, escritor e psicanalista brasileiro.

“Esta Instituição Dinástica é Património Histórico e Cultural da Real Casa de Lucena, signatária do Pacto Global das Nações Unidas, desde 03 de julho de 2014. Como signatária do Pacto Global das Nações Unidas apoia a defesa dos direitos humanos e a preservação do meio ambiente, o desenvolvimento com educação e consciência social, fatores importantes para a sustentabilidade e o bem-estar da sociedade”, frisaram os responsáveis pela Academia.

Outra das áreas de atuação é a realização de eventos, com a finalidade de prestigiar profissionais e voluntários das mais diversas áreas, através da outorga de Moções e Diplomas como foi o caso do diploma entregue ao benemérito João Pina.

A Academia Lucentina possui no seu currículo diversas personalidades e autoridades civis, militares e religiosas homenageadas, tanto no Brasil como no exterior, principalmente em Portugal, entre as figuras públicas estão S.S.A.A.R.R. o Excelentíssimo Senhor D. Duarte Pio de Bragança, o Duque de Bragança, Chefe da Casa Real Portuguesa; e o seu irmão, o Infante D. Miguel de Bragança, o Duque de Viseu, ambos, Académicos Beneméritos.

Novas ações sociais

Nesse mesmo dia na Guarda, a “Fundação Nova Era Jean Pina” aproveitou a presença das autoridades durante a entrega do diploma para firmar e revalidar diversos acordos de cooperação com instituições da Região da Guarda e com a Associação Cultural e de Solidariedade Social de Regadas de Fafe (ACSSR).

O dia começou com a assinatura de acordos com as duas associações protetoras de animais, sem fins lucrativos, “A Casota”, fundada em 1987, que se destaca por ser uma Associação de Proteção Animal com sede na cidade da Guarda, e a revalidação do acordo com a “Qoasmi- Associação Protectora dos Animais da Guarda”, às quais a Fundação entregou centenas de quilos de ração e alimentos húmidos para animais abandonados e resgatados por estas associações.

Após a cerimónia de entrega da distinção “Honra ao Mérito de Responsabilidade Social” ao benemérito João Pina, por parte da Academia de Filosofia e Ciências Humanísticas Lucentina, houve a formalização de acordos de cooperação com as seguintes entidades: Centro de Dia e Lar de Santa Ana de Azinha, Estabelecimento Prisional da Guarda; município de Almeida e Junta de Freguesia da Guarda; Centro Cultural e Social do Marmeleiro, Casa de Repouso Passado e Presente”, em Celorico da Beira, e Associação Cultural e de Solidariedade Social de Regadas.

Segundo apurámos, estes protocolos preveem a entrega de bens alimentares, além de outros insumos e a disponibilização de prémios monetários e diversas outras ajudas sociais e institucionais.

Em 2024 a Fundação anunciou que “iniciará, juntamente com um grupo de viagens francês, a organização de rotas turísticas ao Distrito da Guarda, com o intuito de divulgar os saberes e sabores da região”. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui