“Em Viseu, as pessoas sentem-se felizes”, disse Fernando Ruas

Autarca destacou prémio de melhor qualidade de vida nessa cidade em Portugal e reconheceu que diferencial está no acolhimento dos viseenses

0
308
Fernando Ruas, durante evento em Viseu
- Publicidade -
Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, celebra a conquista de cidade com melhor qualidade de vida em Portugal e explica que o verdadeiro segredo está no povo viseense. Ruas também defendeu que a forma como se deu a construção da sociedade de Viseu impacta diretamente no quesito e faz com que cada vez mais turistas e imigrantes tenham a cidade como principal destino, e reforçou o convite.
“Acho que parte disso é termos sido considerados pela DECO a melhor cidade para viver. Penso que isso conta para as pessoas, pois olham os manuais, pesquisam na internet e todos procuram a melhor cidade para viver. Nós podemos ver isso em vários parâmetros, mas o facto é que as pessoas sentem isso. Em Viseu, as pessoas sentem-se felizes. Venham ao coração do país. Nós temos uma história riquíssima. É uma cidade acolhedora que começa a ter todas as condições de qualidade de vida, então, penso que é muito fácil receber as pessoas. Nós esperamos que as pessoas venham até nós e ficarão conquistadas com a hospitalidade da vizinhança”, disse o presidente da Câmara Municipal de Viseu.
Fernando Ruas também destacou que a história da cidade é reconhecida e é destino principal da maioria dos brasileiros que se deslocam para Portugal. De acordo com este responsável, por ter sido uma cidade nascida há 900 anos, ou seja, até mesmo antes de Portugal ser um país, e maioritariamente formada por imigrantes, os cidadãos de Viseu são acolhedores e se sentem na obrigação de serem bons anfitriões por também já terem sido acolhidos.
“Acontece de forma natural (o acolhimento), mas diria que também tem obrigações para isso. Somos uma cidade de imigrantes, e por isso, temos a obrigação de acolher. Nós temos essa característica de saber como receber os visitantes. As pessoas vem para Viseu e com pouco tempo se integram com naturalidade. Nós temos aqui a Casa do Brasil em Viseu. Curiosamente, não demorou muito tempo para organizarem o “Brazillian Day”, num dos nossos eventos mais conhecidos, a Feira de São Mateus”.

Mas a relação entre Viseu e o Brasil é ainda maior. Fernando Ruas não escondeu a admiração pelo trabalho realizado na Casa do Distrito de Viseu no Rio de Janeiro, e também reconheceu o mérito de outras casas ao redor do Mundo, como no Canadá, França e África do Sul. Ruas destaca que existe uma facilidade natural dos portugueses em se adaptarem a novos ambientes, e que o Rio de Janeiro, e o Brasil, têm a facilidade da língua, o que torna esse processo ainda mais ágil.

“A casa de Viseu no Rio de Janeiro é um exemplo. Mas, felizmente, temos a facilidade da língua, um país irmão. Mas também temos casas de muito mérito em Toronto, Genebra, França, África do Sul. Os portugueses que imigram têm muita facilidade de se associar. É a preservação da sua terra, no sítio onde trabalha. Nós achamos que o trabalho da Casa de Viseu no Rio tem sido fantástico. Nós estamos admirados com o Rio de Janeiro, mas essa admiração tem muito a ver com o prestígio da Casa de Viseu na região. Estimamos muito a comunidade, aquela instituição”, completou Ruas.  ■
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui