Conheça Paulo Cafôfo, novo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

Este responsável é natural do Funchal, na Madeira, e é licenciado em História pela Universidade de Coimbra

0
152
Paulo Cafôfo tem 50 anos de idade
- Publicidade -

Paulo Alexandre Nascimento Cafôfo é o novo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, substituindo Berta Nunes, após as últimas eleições legislativas em Portugal.
Em declarações à nossa reportagem, Paulo Cafôfo referiu que “o nosso país tem uma das melhores e mais dinâmicas comunidades residentes no estrangeiro, constituída por mais de dois milhões de portugueses, sendo que, se tivermos em conta os lusodescendentes, estaremos a falar de cinco milhões de pessoas. É, por isso, uma enorme honra ter sido nomeado para Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas”.

“Um desafio, um compromisso e uma responsabilidade que assumo com sentido de dever. Mas sei que não estou só e conto com a colaboração e envolvimento dos que têm responsabilidades nas nossas comunidades, sejam os que pertencem à rede consular, sejam os Cônsules Honorários, os Conselheiros das Comunidades Portuguesas, e os membros de instituições associativas que fazem da sua ação uma promoção do país e da sua cultura, mas também de integração nos países de acolhimento”, sublinhou Cafôfo, que reiterou que está “desejoso de abraçar todos e todas, num abraço português como não há mais nenhum, repleto de afeto, mas também de vontades que permitam concretizar políticas e projetos que resolvam problemas identificados. A questão da melhoria da qualidade e eficiência do serviço prestado pelos nossos consulados, o apoio social, o incentivo ao investimento, a dinamização cultural e o ensino da Língua Portuguesa são os eixos que irão nortear a minha ação. Sempre com muita proximidade, desejo de dialogar e escutar, para depois bem decidir”.

Foi professor em várias escolas da Região Autónoma da Madeira
Paulo Alexandre Nascimento Cafôfo tem 50 anos de idade, é natural da cidade do Funchal, na Ilha da Madeira. É licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, professor de História, exerceu docência em várias escolas da Região Autónoma da Madeira, a par de diversos cargos de direção nos Conselhos Executivos e Pedagógicos.

Em 2012, foi convidado pelo Partido Socialista (PS) para a coordenação do Laboratório de Ideias da Madeira, iniciando “a sua participação política ativa”. Em 2013, foi indicado pelo Partido Socialista para encabeçar a lista à Câmara Municipal do Funchal, numa coligação de seis partidos. A 29 de setembro de 2013, foi eleito presidente da Câmara Municipal do Funchal, vencendo “pela primeira vez o PSD numas eleições para a capital da Região Autónoma da Madeira”. Em 1 de outubro de 2017, reforça a votação anterior, vencendo novamente as eleições para a Câmara Municipal do Funchal com maioria absoluta.

Segundo fontes ligadas ao agora Secretário de Estado, “durante os seus mandatos enquanto presidente da Câmara Municipal do Funchal, praticou sempre uma política de grande proximidade com as pessoas. Fez profundas mudanças e preparou a cidade para o futuro como diversos planos estratégicos, nomeadamente o Plano Diretor Municipal e o Plano de Ação e Mobilidade Sustentável. Iniciou novas ações sociais com medidas de apoio à população aos mais variados níveis, nomeadamente na área da educação e habitação”.

“A redução da dívida histórica que o município apresentava em 2013 foi reduzida drasticamente, passando a se fazer políticas transparentes e responsáveis. Acompanhou as várias comunidades funchalenses espalhadas pelo mundo, nomeadamente com visitas à África do Sul, Venezuela, Reino Unido e Ilhas do Canal e com a abertura da loja do munícipe passou-se a dar especial atenção à comunidade da diáspora portuguesa”, informou a sua assessoria.

Paulo Cafôfo foi presidente da Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira (AMRAM) e da Confederação dos Municípios Ultraperiféricos (CMU). Em junho de 2019, deixou o cargo de presidente de Câmara do Funchal para dedicar-se em exclusivo à candidatura a presidente do Governo da Região Autónoma da Madeira pelo Partido Socialista. Fruto dessas eleições, pela primeira vez o PSD perde a maioria absoluta, “tendo o PS ficado a apenas dois deputados da vitória”.

A 25 de julho de 2020, foi eleito presidente do PS-Madeira com “a maior votação da história da federação regional, tendo exercido esse cargo até ao final de fevereiro de 2022”.
Até ao final de 2021, exerceu o cargo de deputado à Assembleia Legislativa da Madeira. A 30 de março de 2022, tomou posse como Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas do XXIII Governo Constitucional.

“Tenho um enorme respeito pela coragem daqueles que tiveram de sair do nosso país e nos inspiram com as suas qualidades humanas, capacidade empreendedora e exemplo de trabalho. Todos somos necessários e juntos faremos por acontecer mudanças positivas em prol das pessoas e do nosso Portugal”, finalizou Paulo Cafôfo. ∎

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui