Confraria ‘Grão Vasco’ comemorou 22 anos de atividade em Viseu

Evento juntou mais de quatro dezenas de participantes, entre eles, o Inspetor Lopes Pires que palestrou

0
148
O Almoxarife José Ernesto Silva salientou o facto de algumas das Confrarias Irmãs estarem agora a reiniciar as atividades, após um período de interregno marcado pela pandemia
- Publicidade -

A Confraria de Saberes e Sabores da Beira ‘Grão Vasco’, com sede em Viseu, comemorou no sábado, dia 13 de abril, o seu 22º aniversário. As comemorações decorreram numa unidade hoteleira dos arredores de Viseu e constaram da realização do Nobre Senado (Assembleia Geral), um repasto, com gastronomia regional, e uma conferência com o Inspetor Lopes Pires.

No evento, que juntou mais de quatro dezenas de participantes, o Inspetor Lopes Pires ofereceu aos presentes uma fantástica viagem ao passado na região, com memórias dos usos e costumes, mas, especialmente, gastronomia de outros tempos, que fez crescer água na boca. E o almoço foi acompanhado com vinhos oferecidos pelo confrade Bruno Esteves, proprietário da marca ‘Viriatus’.

Na ocasião, o nobre senado, presidido pelo Grão Mestre António Vidal, foi bastante participado e aprovou por unanimidade o relatório de atividades e as contas do exercício de 2023.

O Almoxarife José Ernesto Silva salientou o facto de algumas das Confrarias Irmãs estarem agora a reiniciar as atividades, após um período de interregno marcado pela pandemia. Por sua vez, o Grão Mestre António Vidal destacou a saúde financeira da Confraria, que teve, no exercício de 2023, um saldo positivo nas suas contas.

A ocasião foi aproveitada para a assinatura de um protocolo de colaboração e representação recíproca entre a Confraria ‘Grão Vasco’, representada pelo Almoxarife José Ernesto Silva, e a Confraria Gastronómica de Sabores Portugueses, no Luxemburgo, representada pela sua presidente Isabel Ferreira. E foi aprovado também o plano de atividades para 2024, marcado por diversas atividades, mas também a criação de Confrarias Irmãs em França (Paris), nos Estados Unidos (Flórida) e Brasil (São Paulo).

O Almoxarife José Ernesto salientou a importância destes protocolos, que aproximam a Confraria e a Região dos portugueses e lusodescendentes no Luxemburgo. Destacou também a participação no Capítulo de muitos dos novos confrades, o que mostra a vitalidade que a Confraria tem vindo a demonstrar.

Já Isabel Ferreira, da Confraria Gastronómica de Sabores Portugueses, do Luxemburgo, agradeceu o convite e a assinatura do protocolo. Apontou a necessidade de promover e divulgar a cultura e a gastronomia portuguesa no Luxemburgo, nomeadamente junto dos lusodescendentes, mais virados para as novas tendências, bem como a gastronomia local.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Viseu realçou a aproximação que a Confraria Grão Vasco tem vindo a fazer junto das comunidades portuguesas, em especial da beirã, no estrangeiro, um desígnio que tem vindo a cumprir há muitos anos. João Paulo Gouveia referiu que a Confraria Grão Vasco é hoje uma instituição que muito prestigia a cidade de Viseu, mas também Portugal.

A terminar o repasto atuou a Tuna Sabores da Música, que animou o Capítulo e, com os presentes, cantou os parabéns pelos 22 anos da Confraria. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui