“Clinibeira” celebra 22 anos em Castelo Branco a apostar em saúde, bem-estar e ação social

"Resultados empresariais alcançados têm permitido à Clinibeira evoluir para atividades de cariz social", ccomentou Sofia Lourenço, responsável pelo espaço

0
750
Sofia Lourenço
- Publicidade -

Esta quarta-feira, dia 13 de setembro, uma das principais clínicas de saúde e bem-estar da região Centro de Portugal está a celebrar 22 anos de fundação. Apesar de ser uma unidade familiar de raiz, a Clinibeira, localizada em Castelo Branco, conta com diversos serviços, como medicina dentária, incluindo próteses dentárias fixas e removíveis, ortodontia, aparelhos de correção, entre outros serviços, como psicologia, medicina complementar com acupuntura, medicina ortomolecular, fitoterapia, homeopatia e tratamentos estéticos avançados.

Procurada por pessoas de todas as partes do país, Clinibeira tem incrementado a lista de serviços e disponibilizado mais horários de atendimento.

“Felizmente, o nosso público não é só estritamente da cidade de Castelo Branco. Temos clientes de todo o distrito e não só. O nosso trabalho está focado na melhora da saúde e bem-estar do paciente e, com esses resultados, conseguimos fazer com que o nosso trabalho seja divulgado em outras cidades. Em época de férias, temos pacientes que vêm da Suíça, França, Luxemburgo, porque já vêm recomendados de famílias que estão por cá, e isso é muito gratificante”, revelou Sofia Lourenço.

Esta empresária e terapeuta da área da medicina Ortomolecular, e especialista também em acupuntura, sublinha que, nestes 22 anos em que a clínica está de portas abertas em Castelo Branco, o perfil dos clientes tem vindo a evoluir. Hoje, muitos pacientes procuram, por já terem mais informação, tratamento terapêutico específico.

“Houve um aumento significativo, tanto na medicina dentária como também nas terapêuticas complementares porque os clientes já não veem ao dentista apenas em fase de dor, mas já começam a pensar na melhor, não só estética, mas da sua saúde em termos de prevenção. Com relação às terapêuticas complementares, já há maior informação, felizmente, e as pessoas percebem que são importantes e apresentam resultados muito positivos”, frisou Sofia Lourenço.

Os resultados empresariais alcançados têm permitido à Clinibeira evoluir para atividades de cariz social, com atendimento ao público menos favorecido economicamente uma tónica de “responsabilidade e missão social”. Até mesmo uma companhia de dança faz parte dos projetos tocados pela empresária responsável pela clínica, que utiliza a música contemporânea nas aulas e nos projetos, regionais, nacionais e internacionais.

“Para o futuro, procuramos inovar, não só a título de aparatologia, mas de profissionais. Estamos sempre em formação. Estamos também sempre atentos às novas terapias e apostamos na valorização das nossas instalações. Essas são as nossas prioridades”, finalizou Sofia Lourenço, que tem agenda disponíveis também em outras clínicas e espaços parceiros, como no Cartaxo e em Lisboa. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui