CEO de empresa líder de mercado na América do Sul esteve em Portugal para tratar de soluções no campo energético

Empresário conversou com responsáveis pelo AICEP, GALP, Oeiras Valley, entre outros

0
608
Paulo Roberto Gomes Fernandes, presidente e CEO da empresa brasileira Liderroll
- Publicidade -

O engenheiro Paulo Roberto Gomes Fernandes, presidente e CEO da empresa brasileira Liderroll Indústria e Comércio LTDA, manteve agenda de trabalho em Portugal entre os dias 6 e 10 de março. A sua passagem pelo país europeu foi acompanhada por Adriano Machado, um dos sócios da Sociedade de Advogados Pinto Machado, com sede no Brasil e em Portugal.

Em solo português, Paulo Fernandes reuniu com os responsáveis pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), com o vice-presidente executivo e administrador executivo das Águas do Tejo Atlântico, com responsáveis pela Galp, grupo de empresas portuguesas no setor de energia, e pela Empresa Portuguesa de Águas Livres, além de abordar soluções na área da logística junto de operadores locais.

Outra das reuniões mantidas pelo CEO da Liderroll foi com o Embaixador António Martins da Cruz, presidente do Conselho da Administração da Oeiras Valley Investment Agency (OVIA). Também em Oeiras, houve visita ao Taguspark, um parque de ciência e tecnologia localizado em Talaíde, na freguesia de Porto Salvo, em Oeiras, e ao Lagoas Park, um parque empresarial localizado em Porto Salvo.

“Esta visita a Portugal é parte dos projetos que a Liderroll tem de atuar em território português e europeu. Temos defendido a necessidade de se apostar em alternativas para enfrentar a crise energética que está prejudicando a Europa. Temos soluções na área de dutos e gasodutos. Na minha opinião, está claro que a matriz energética que está em funcionamento deve ser mantida pelo tempo que for necessário. Porém, deve ser criado um grupo centralizado que criará, definirá e escolherá, esgotando todas as teses, o que será adotado mundialmente como a filosofia e metodologia para se ter uma energia menos poluente, para, aos poucos, irmos nos desconectando da base de hidrocarbonetos. Assim, teríamos uma ação centralizada”, disse Paulo Fernandes, que tem oferecido às empresas portuguesas “projetos com soluções capazes de fazer com que Portugal, e a Europa, fiquem menos dependentes de outros países em termos energéticos”.

Este especialista, que é engenheiro eletricista e antigo professor Federal no Brasil, acredita ser “urgentíssimo construir novos gasodutos e oleodutos estratégicos de conexões entre países” e que a “construção de gasodutos é solução para a crise de abastecimento energético na Europa”.

Recorde-se que a Liderroll é uma das empresas líderes no segmento de dutos e gasodutos na América do Sul, desenvolvedora de soluções de dutos especiais em projetos nos EUA, Jordânia, Chile, Peru, Rússia, Turquemenistão e vencedora do maior prémio na área de dutos, concedido pela ASME – EUA, como a melhor empresa de soluções especiais do mundo em 2011 para a construção de dutos em ambientes confinados. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui