CCRB promove “Dois Pratos de Conversa com” o presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, em Viseu

Nova edição do projeto liderado pela Câmara de Comércio da Região das Beiras conecta os municípios de Viseu e de Vila Nova de Poiares

0
765
Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro de Portugal
- Publicidade -

A Câmara de Comércio da Região das Beiras (CCRB) vai realizar, no dia 29 de Abril, pelas 13h30, na cidade de Viseu, mais uma edição do projeto “Dois Pratos de Conversa com…”, em que o foco é o “networking, a promoção dos produtos, a gastronomia, os vinhos, a cultura da região das Beiras, bem como de outras regiões do país”.

Nesta edição, o convidado especial será o presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, que falará sobre “os Territórios do Interior e de como os mesmos serão uma prioridade na promoção turística nacional e internacional, razão pela qual esta iniciativa ganha ainda mais relevância do ponto de vista social, cultural, turístico e gastronómico”.

Sobre a mesa, além de uma boa conversa, a famosa “Chanfana de Vila Nova de Poiares”, prato que “é preparado com carne de cabra, em caçoilos de barro preto e que fará a delícia dos comensais”.

“Dois Pratos de Conversa com…” visa também divulgar a gastronomia portuguesa e, nesta edição, será oferecido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares.

Está prevista a participação de várias entidades, autarcas, empresários e da comunicação social.

“Esta é uma oportunidade de juntar as regiões, Viseu e Vila Nova de Poiares, que integram o território em que atua a CCRBEIRAS. O objetivo é levar até às Terras de Viriato as maravilhas gastronómicas de Vila Nova de Poiares”, comentou Ana Correia, presidente da Câmara de Comércio da Região das Beiras, que defendeu ainda que outra intenção é “conectar as autoridades nacionais e municipais, além de unir o tecido empresarial, o académico, discutir temas de relevância nacional e internacional que favoreçam a sociedade civil, o turismo, além de pontuar soluções capazes de ajudar no desenvolvimento das regiões e do país”.

“A missão do “Dois Pratos de Conversa com…” é dar destaque ao que de melhor cada região tem para oferecer, ao nível gastronómico, da cultura, do turismo, do enoturismo e, com base nestas premissas, este será mais um momento único para usufruir deste manjar, de criar networking nas instalações do Solar do Vinho do Dão, espaço  magnífico cedido pela Câmara Municipal de Viseu e Comissão Vitivinícola da Região do Dão”, adicionou Ana Correia.

Iniciativas recentes

No final de março, uma comitiva da CCRBEIRAS participou na Feira Internacional de Negócios – FINBRASIL, que teve lugar na cidade de Florianópolis, no estado brasileiro de Santa Catarina.

Através das ações desta Câmara de Comércio estiveram presentes na FINBRASIL mais de quatro dezenas de municípios portugueses e moçambicanos. A Missão levou cerca de cem pessoas ao Brasil.

“Este foi um trabalho realizado ao longo de mais de quatro meses, em Portugal e em Moçambique. Permitiu-nos captar a atenção das autoridades portuguesas e africanas, sobretudo do Interior de Portugal, que tiveram a oportunidade de mostrar as suas potencialidades em termos de produtos e de oportunidades de investimentos e de negócios. Atravessaram o Atlântico para mostrar que a região das Beiras é uma região de Alta Intensidade e não de um Interior de Baixa Densidade”, disse Ana Correia, que revelou ainda que a CCRB e a BMV GLOBAL estabeleceram um protocolo e que juntas, estas entidads, “querem ajudar a diferenciar as empresas que de facto procuram atingir a sustentabilidade das que ignoram o tema ou que mascaram os impactos das suas ações”.
Através do Selo Sustentabilidade Tesouro Verde, atruibuído pela BMV GLOBAL, certificou-se que a CCRB tornou-se aderente às práticas ESG, tornando-se na “primeira Câmara de Comércio a ter o Selo Verde”. De acordo com fontes, quem tem ou adere a este selo “vai guiar o comportamento das empresas, entidades, pelos próximos anos e impulsionar a adoção de boas práticas em todas as esferas das organizações. Para além de ser uma tendência, o conceito ESG surgiu para adequar as empresas aos desejos dos consumidores e da população em geral. ■
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui