Brasileiros residentes em Portugal terão acesso on-line a Estatuto de Igualdade a partir de junho

Acesso ao certificado do estatuto de igualdade abrange cidadãos brasileiros que residam legalmente em Portugal e que tenham mais de 18 anos de idade

0
1318
A digitalização da emissão do certificado desse estatuto entrará em fase de testes e terá um projeto-piloto
- Publicidade -

A comunidade brasileira que reside em Portugal legalmente vai ter acesso a um documento digital que atribui o estatuto de igualdade em relação aos cidadãos portugueses em várias matérias, podendo, inclusive, tratar da documentação on-line.

A emissão em formato digital do Estatuto de Igualdade de Direitos e Deveres será disponibilizada pelos consulados do Brasil em Lisboa, no Porto e em Faro, já a partir de junho deste ano. Esta iniciativa prevê que os brasileiros que moram em Portugal tenham “tratamento semelhante” ao dos portugueses, o que poderá solucionar casos como a emissão de documentos portugueses utilizados no dia a dia.

O processo de digitalização “já está muito adiantado”, segundo o secretário de Comunidades Brasileiras e Assuntos Consulares e Jurídicos do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, embaixador Leonardo Gorgulho, que está em Lisboa para uma série de reuniões de trabalho.

“Tivemos hoje uma conversa com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), apresentamos a eles o documento que estamos desenvolvendo em seu formato que pretendemos seja o final (…), digital, e a recetividade foi muito boa”, referiu este diplomata durante evento no Consulado-Geral do Brasil em Lisboa, no dia 29 de maio.

A digitalização da emissão do certificado desse estatuto entrará em fase de testes e terá um projeto-piloto.

“(…) será boa para todo mundo, pois agilizará o processo, com tudo sendo realizado em um ambiente seguro”, afirmou este mesmo responsável.

Segundo informações oficiais, o acesso ao certificado do estatuto de igualdade abrange cidadãos brasileiros que residam legalmente em Portugal e que tenham mais de 18 anos de idade. 

De acordo com o cônsul-geral do Brasil em Lisboa, Wladimir Valler Filho, todo o processo documental será realizado on-line, sem a necessidade de deslocações aos consulados.

Este documento terá validade apenas em Portugal. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui