Brasileiros com nacionalidade portuguesa poderão obter visto para viver e trabalhar nos EUA

Especialista diz que este processo é o menos burocrático

0
204
Nova oportunidade para ingressar nos EUA
- Publicidade -

Os cidadãos portugueses e os brasileiros com dupla cidadania portuguesa poderão requerer o visto Tratado de Investidor (conhecido pela sigla E2) para viver e trabalhar nos Estados Unidos da América. Quem tiver um montante a partir de 100 mil dólares, cerca de 92 mil euros, para investir, pode solicitar o visto, que é extensivo a cônjuge e filhos menores de 21 anos.

Marcelo Godke, advogado especialista no tema e que atua em processos de cidadania para os EUA, explica que esta modalidade de visto é uma das mais simples e menos burocráticas de se obter.

“Não é o green card, mas permite morar temporariamente nos EUA, incluindo cônjuge e filhos menores de 21 anos. A concessão dura cinco anos, pode ser renovada, além de ser um caminho para a cidadania definitiva”, disse Godke, que avaliou ainda que esta modalidade “permite que, uma vez no país, o cidadão busque meios jurídicos para obter o green card, ao contrário de outras, que não abrem esta brecha”.

Brasileiros “portugueses”

Cerca de 400 mil brasileiros possuem a cidadania portuguesa e passam a ter o direito a solicitar o E2 para morar nos EUA. Embora Brasil e EUA não tenham este acordo, a medida vale para quem tem cidadania portuguesa e pode ser uma oportunidade para quem tem capacidade de investimento.

De acordo com Marcelo, o processo leva de 3 a 4 meses.

“Obviamente é preciso comprovar os investimentos e ter a cidadania portuguesa. Além disso, o cônjuge não precisa necessariamente atuar no negócio a ser aberto por lá. Ele pode trabalhar em outra atividade, além de levar os filhos”, salientou Godke.

Portugal foi o último país da Europa a assinar um tratado do tipo com os EUA. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui