Brasil e Portugal discutiram radiofonia e comunicação em Lisboa

Evento celebrou o dia mundial do rádio

0
242
Higor Esteves e Bruno Gutman, diretores da FUNCEX Europa
- Publicidade -

Autoridades brasileiras e portuguesas defenderam uma maior integração em termos de comunicação social, no caso do rádio, durante o primeiro Seminário Luso-Brasileiro de Radiodifusão, que reuniu, em Lisboa, no último dia 13, nas instalações da Casa da América Latina, empresários de rádio e TV, autoridades políticas e renomadas personalidades da radiodifusão dos dois países, num evento que foi organizado pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) e pela Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (FUNCEX). Dentre os objetivos do certame, estava o debate de “pontos comuns às agendas regulatórias dos dois países no setor de rádio e TV”.

Flávio Lara Resende, presidente da ABERT, destacou que existem temas que merecem atenção, como a contribuição do rádio para o desenvolvimento económico, social e cultural do Brasil e Portugal, a resiliência do meio diante do vídeo e, mais recentemente, das novas tecnologias e internet, além do volume de investimentos publicitários no rádio.

“Os vínculos históricos e culturais unem Brasil e Portugal e Lisboa foi escolhida para sediar o primeiro Seminário Luso-Brasileiro de Radiodifusão para, juntos, os dois países celebrarem momentos importantes, como os 100 anos do rádio no Brasil, o bicentenário da Independência brasileira e os 60 anos da ABERT, além de possibilitar a troca de experiências com um país da UE”, finalizou Flávio Lara Resende.

Por sua vez, o advogado luso-brasileiro Bruno Gutman, que é um dos diretores da FUNCEX na Europa, acredita que esta iniciativa possibilitou “aprofundar as relações luso-brasileiras, seja entre empresas, instituições e entidades governamentais, não apenas para um evento pontual, mas para o diálogo diário e permanente entre todos esses agentes, através do suporte da FUNCEX e da FUNCEX Europa, já que temos escritórios, funcionários e diretores em ambos os países”.

Durante o evento, emissoras de rádio e de TV dos dois países iniciaram conversações sobre o intercâmbio de conteúdo entre os dois países, numa clara aposta na lusofonia. A nossa reportagem sabe que Higor Esteves, um dos diretores da FUNCEX Europa, conversou sobre este tema com responsáveis pela RDP Internacional e pela RDP África.

Entidades participantes

Estiveram presentes o ministro das Comunicações do Brasil, Juscelino Filho, o embaixador do Brasil em Portugal, Raimundo Carreiro, o vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira, o presidente da Autoridade Nacional de Comunicações  (Anacom), João Cadete de Matos, o conselheiro na Representação Permanente de Portugal junto à União Europeia, Ricardo Castanheira, o representante da SOFID (Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento), António Rebelo de Sousa, o reitor do Santuário do Cristo Redentor/Brasil, Padre Omar, que defendeu o papel do turismo religioso na conexão entre Brasil e Portugal, o presidente do Grupo Impresa e ex-primeiro ministro de Portugal, Francisco Pinto Balsemão, além de representantes de emissoras de rádio e TV dos dois países, entre muitos outros nomes, como Fabiano de Abreu, presidente da Associação de Integração da Comunidades Luso-Brasileira. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui