Autoridades do Brasil e de Portugal realizam operação no consulado português do Rio de Janeiro contra “ações ilícitas em práticas consulares”

Investigações apuram o agendamento ilícito de vagas para a prática de atos consulares, além dos crimes de corrupção, concussão, peculato e falsificação de documentos

0
1361
O consulado português na cidade maravilhosa está anexo ao tradicional Palácio de São Clemente, no bairro de Botafogo. O palácio foi construído na década de 1950 como sede da Embaixada de Portugal no Brasil. Com a mudança da capital para Brasília, a propriedade passou a ser a a residência oficial do Cônsul-Geral português no Rio de Janeiro
- Publicidade -

A Polícia Federal do Brasil está a realizar esta terça-feira, dia 7 de novembro, uma ação conjunta com as autoridades portuguesas no Consulado-Geral de Portugal no Rio de Janeiro, na Zona Sul carioca. Em causa está a operação “Agendródomo” que visa cumprir cinco mandados de busca e apreensão nos municípios do Rio de Janeiro e Saquarema, ambos no Estado do Rio de Janeiro.

Segundo apurámos, cerca de 30 policiais federais e agentes de segurança portugueses, além de membros do Ministério Público de Portugal, estão a cumprir os mandados expedidos pela Justiça Federal brasileira, que “atendeu pedidos de mandados de busca e apreensão formulados por autoridades portuguesas”.

Autoridades aguardam no jardim do imponente Palácio São Clemente

As investigações, iniciadas e conduzidas pelas autoridades de Portugal, apuram “o agendamento ilícito de vagas para a prática de atos consulares, além dos crimes de corrupção, concussão, peculato e falsificação de documentos cometidos por funcionários do Consulado-Geral de Portugal no Rio de Janeiro, em conluio com requerentes de vistos e nacionalidade portuguesa”.

A Polícia Federal do Brasil coordena as ações nesse país sul-americano, por meio de cooperação jurídica internacional com as autoridades portuguesas.

As nossa reportagem conversou com membros da comunidade portuguesa no Rio que se mostraram surpresos com a notícia e apreensivos com o seu contorno, sobretudo em relação à imagem da diplomacia lusa no país. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui