Aos 82 anos, morre o Rei do Futebol, Pelé

O maior vencedor de Copas do Mundo (três mundiais) e dono recorde de gols marcados (1282) estava internado desde novembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

0
53
Pelé é recordado no Brasil e no mundo.
- Publicidade -

O adeus do maior de todos os tempos. Na última quinta-feira, dia 30 de dezembro, o esporte mais praticado do mundo perdeu a maior referência da história. Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, morreu aos 82 anos. O Eterno Camisa 10 estava internado desde o dia 29 de novembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Pelé lutava contra um câncer no cólon.

Em boletim médico, o Hospital Albert Einstein confirmou o falecimento do Rei: “O Hospital Israelita Albert Einstein confirma com pesar o falecimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, no dia de hoje, 29 de dezembro de 2022, às 15h27, em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia. O Hospital Israelita Albert Einstein se solidariza com a família e todos que sofrem com a perda do nosso querido Rei do Futebol”.

Através de perfil oficial nas redes sociais, a confirmação da morte de Pelé foi anunciada com as seguintes palavras: “A inspiração e o amor marcaram a jornada de Rei Pelé, que faleceu no dia de hoje. Amor, amor e amor, para sempre.”

No Futebol

Pelé é o jogador com mais golos marcados na carreira: 1282 feitos. Também é recordista mundial na conquista de Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970) com a camisa amarelinha da seleção brasileira. Ao vestir a 10 do Santos, Pelé conquistou duas Libertadores e dois mundiais de clubes.

Pelé estreou aos 15 anos com a camisa do Santos, na vitória por 7 a 1 contra o Santo André. O Rei marcou o sexto gol da equipe da Vila na partida. Aos 16 anos fez a sua primeira exibição com a camisa da Seleção Brasileira.

Aos 17 anos conquistou o primeiro Mundial da história do futebol brasileiro. Em 1958, na Suécia, Pelé marcou seis gols na competição. Na conquista do bicampeonato, o Rei teve uma lesão e não foi protagonista daquela edição, com apenas um gol marcado. Em 1966, o Brasil foi eliminado na primeira fase, Pelé repetiu o feito e marcou um gol contra a Bulgária. Em 70, Pelé já era unanimidade e a conquista do Tri ficou marcada pelos gols de Pelé, foram 4 gols na competição. Ao todo são 12 gols em Copas do Mundo com a camisa da Seleção Brasileira.

O palco mais marcante da carreira de Pelé foi o Maracanã. Foi no Estádio Mário Filho que Pelé marcou o milésimo gol, em 19 de novembro de 1969, na vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Vasco. Após o gol, o craque declarou as seguintes palavras: “Não quero festas para mim. Acreditem que eu acho muito mais importante ajudar as crianças pobres. Vamos pensar no Natal dessa gente toda”.

Números do Rei

Pela seleção brasileira, foram 95 gols, 77 em jogos oficiais. São 113 jogos e uma média de 0,84 gol por jogo. Foram 3 Copas do Mundo (1958; 1962; 1970). Ao todo são 10 títulos oficiais com a camisa da Amarelinha. Pelo Santos, Pelé marcou 1091 gols em 1116 jogos, com uma média de 0,97 gol por jogo e 26 títulos oficiais conquistados pelo clube, entre eles as Libertadores de 1962 e 1963, além dos Mundiais dos mesmos anos. Pelé também soma 6 títulos de Campeonato Brasileiro e 10 taças do Campeonato Paulista.

O funeral do Rei aconteceu na Vila Belmiro (Estádio do Santos), às 10h (horário de Brasília), na segunda-feira (2), e teve duração de 24h. A cerimônia encerrou às 10h da manhã de terça. O enterro foi restrito aos familiares no Memorial Necrópole Ecumênica, também em Santos.

Pelé deixa como legado a camisa 10, o protagonismo negro, repleto de brasilidade. O atleta do século elevou o patamar do futebol e fez do Brasil referência no esporte. O Pelé é o futebol e o futebol é Pelé. 82 anos de gratidão pelo o que fez o Rei. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui