Rio de Janeiro apresenta programa para retorno das atividades turísticas

Rio de Janeiro aposta no turismo para retomada económica

0
301
Wilson Witzel e Otávio Leite apresentam novidades na área do turismo do Rio
- Publicidade -

O Governo do Estado do Rio de Janeiro apresentou no último dia 6 de junho o programa “Rio de Janeiro Turismo Consciente”, que vai auxiliar na retomada gradual das atividades turísticas fluminenses durante a pandemia da Covid-19. O selo, elaborado pela Secretaria de Turismo em parceria com a Secretaria de Saúde, orienta empresas do setor a adotarem em suas rotinas as recomendações sanitárias do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Na sexta-feira (05/06), publicamos no Diário Oficial o decreto que vai revitalizar novamente o turismo no Estado do Rio de Janeiro. Com o selo, o turista fica informado sobre os serviços turísticos que estão seguindo as regras para evitar a propagação do novo coronavírus”, ressaltou o governador Wilson Witzel.

Os prestadores de serviços turísticos devem se cadastrar no site www.turismoconscienterj.com.br para ter acesso ao manual “10 Mandamentos para o Turismo Consciente”, onde há os critérios para obter do selo. Os estabelecimentos interessados devem se cadastrar, atestando, por autodeclaração, que se comprometem a cumprir todos os critérios estipulados. A ideia é ter disponível, no site, informações rápidas e diretas para que o público consumidor identifique, em cada localidade, quais prestadores de serviços turísticos estão, rigorosamente, cumprindo as regras impostas.

Entre os critérios para obter do selo estão a obrigatoriedade do distanciamento social de no mínimo 1 metro; uso de equipamentos de proteção individual; cumprimento de regras de higiene pessoal, tanto por parte dos profissionais quantos pelos clientes; e limpeza e higienização de ambientes. A capacitação dos profissionais das empresas para que possam seguir os protocolos sanitários vigentes e a vigilância na saúde dos funcionários, através de testes periódicos, são outros itens fundamentais a serem cumpridos.

Será obrigatório, ainda, prestar informações aos clientes sobre a importância das regras que estão sendo seguidas; o uso de tecnologias que dispensem aproximação ou contato físico; e o controle de qualidade, que determina que os empresários terão que ficar atentos às regras específicas e atualizadas propostas para cada uma das atividades exploradas.

“Criamos o selo “Rio de Janeiro Turismo Consciente” para que todos que gravitem em torno desse setor da economia possam entrar no site e atestar, por autodeclaração, que vão cumprir rigorosamente todos os protocolos. Aqueles que realizarem esse procedimento vão receber o selo informando: “eu sou uma empresa consciente e estou apto a receber visitantes””, explicou o secretário de Turismo, Otavio Leite.

Os critérios necessários para a obtenção do selo, bem como a logística da certificação, foram construídos, ainda, em parceria com a Associação Carioca de Turismo de Aventura – ACTA RJ; Associação Brasileira das Agências de Viagens RJ – ABAV RJ; Associação Brasileira das Empresas Organizadoras de Eventos RJ – ABEOC RJ, Associação Brasileira de Meios de Hospedagens RJ – ABIH RJ, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes RJ – ABRASEL RJ, Associação Nacional de Transportes Turísticos – ANTUR, Associação dos Promotores de Eventos do Setor de Entretenimento e Afins – APRESENTA RIO, Federação de Convention & Visitors Bureau do Estado do RJ – FCVB RJ, Fórum dos Secretários Municipais de Turismo do Estado do RJ – FEST RJ, Instituto Estadual do Ambiente – INEA, Instâncias de Governança Regionais RJ – IGR’s, Liga Independente dos Guias de Turismo/RJ, HOTÉIS RIO, Rio Convention & Visitors Bureau – RIO CVB, Associação de Cama e Café e Albergues do Estado do Rio de Janeiro – Rio Host, Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio – SINDRIO, Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas – SINDEPAT e SEBRAE RJ. ■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui