Brasil e Portugal discutem suspensão de voos entre os dois países

Decisão não leva em consideração situação da pandemia no Brasil

0
1067
Ministros do Brasil e de Portugal trocam informações
- Publicidade -

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil disse hoje, por meio de nota enviada à nossa reportagem, que recebeu do governo de Portugal garantias de que a determinação desse país europeu em suspender os voos entre os dois países não acontece em virtude da situação pandémica no Brasil, mas sim tendo em vista a evolução da pandemia em solo português.

“O Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, conversou por telefone na tarde de hoje com o Ministro Ernesto Araújo (que lidera a área diplomática no Brasil), ocasião em que antecipou a decisão do seu governo, asseverando que ela se dá como resposta ao aumento do número de casos de Covid-19 naquele país e não em função da situação no Brasil”, pode-se ler na nota.

“Brasil e Portugal manterão a sua estreita e contínua cooperação bilateral no combate aos efeitos da pandemia e em todos os demais temas do relacionamento”, explicou o governo brasileiro.

Decisão lusa prevê comprovativo de teste negativo à Covid-19

No dia 27 de janeiro, o governo português anunciou que decidiu suspender os voos de e para o Brasil, a partir das 00h00 do dia 29 de janeiro, “tendo em conta a evolução da situação epidemiológica a nível mundial, o aumento dos casos de infeção por SARS-CoV-2 em Portugal e a deteção de novas estirpes do vírus”.

“Até ao dia 14 de fevereiro, estão suspensos todos os voos, comerciais ou privados, de todas as companhias aéreas, de e para o Brasil. (…) Assim, estão permitidos apenas os voos de natureza humanitária para efeito de repatriamento dos cidadãos nacionais e membros das respetivas famílias, bem como de titulares de autorização de residência em Portugal”, informou o Ministério da Administração Interna português.

Ainda de acordo com essa pasta, “estes cidadãos têm de apresentar, no momento da partida (no Brasil), um comprovativo de realização de teste molecular por RT-PCR para despiste da infeção por SARS-CoV-2 com resultado negativo, realizado nas 72 horas anteriores à hora do embarque, sob pena de lhes ser recusado o embarque e a entrada em território nacional (português). À chegada a território nacional (português) têm de cumprir, obrigatoriamente, um período de 14 dias de quarentena no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde”.

LATAM interrompe voos para Lisboa

A LATAM Airlines Brasil informou que, “em função das determinações do Governo de Portugal relacionadas à pandemia de Covid-19, suspendeu temporariamente as operações da rota São Paulo-Lisboa entre 29 de janeiro e 14 de fevereiro”. Segundo a empresa, “a retomada do voo está sujeita às determinações das autoridades portuguesas”.

“A LATAM está em contato com os passageiros afetados para minimizar os impactos e, na medida do possível, oferecer soluções alternativas. Os clientes com passagens emitidas de/para Lisboa poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete: Remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária); Reembolso completo (sem multa) no prazo de 12 meses; e Remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária)”, explicou a LATAM.■

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui